10 dicas para evitar atrasos no seu cronograma de obras

10 dicas para evitar atrasos no seu cronograma de obras

Saiba como otimizar os processos da sua construtora e evitar atrasos e erros no cronograma de obras de seus projetos.

Cronogramas de obras são essenciais para garantir que os projetos da sua construtora sejam entregues na data combinada com os clientes. Mas além disso, o cronograma é a base para a gestão de todos os outros recursos da obra.

O uso do orçamento, alocação de mão de obra, de equipamentos e organização do estoque e compras sempre dependem de saber quando e quantos insumos serão necessários nas etapas da obra.

O cronograma não afeta pouca coisa não…

Não é uma surpresa pensar nessas relações, afinal, todos sabem que tempo é dinheiro e que cada atraso custa caro para o financeiro da construtora e para a confiança dos clientes.

Leia também:

Os 4 erros mais comuns na hora de criar o cronograma de obras >

Então, queremos te ajudar a ter mais controle sobre isso! Descubra aqui como otimizar o controle do seu cronograma de obras e evitar atrasos com uma gestão de obras otimizada por inteiro.

Cronograma de obras: como evitar atraso na entrega da obra?

Conheça aqui as 10 dicas essenciais para evitar atrasos no seu cronograma de obras:

  1. Organizar um cronograma de execução detalhado
  2. Considere a mão de obra disponível
  3. Elimine erros nos orçamentos
  4. Trabalhe com fornecedores de confiança
  5. Tenha margens de emergência
  6. Tenha um bom controle de estoque
  7. Faça um acompanhamento de obras com visitas
  8. Tenha mais de um responsável por obra
  9. Documentação nunca deve ser ignorada
  10. Esteja preparado para imprevistos

Agora, vamos entender melhor cada uma dessas dicas para você colocar em prática e acabar com o atraso na entrega da obra:

1. Organizar um cronograma de execução detalhado

Muitas construtoras cometem o erro de pensar que toda obra é igual e seguir como base o mesmo cronograma em todos os projetos. 

Evitar atrasos na obra, no entanto, depende de reconhecer que cada projeto possui suas particularidades e exige um cronograma próprio e detalhado.

É necessário avaliar o tempo de cada atividade, cada etapa e verificar, em detalhes, quando cada uma pode ser iniciada, se podem acontecer ao mesmo tempo ou se precisam esperar outra ser finalizada.

Leia também:

Dicas básicas sobre como elaborar um cronograma de execução de obras – Obra Prima

2. Considere a mão de obra disponível

De nada adianta identificar etapas que podem ser realizadas ao mesmo tempo se você não tem trabalhadores suficientes para todas as atividades. 

Organizar o cronograma de acordo com a disponibilidade de mão de obra é essencial.

Além disso, busque sempre ter profissionais capacitados e com experiência. 

Eles vão poder realizar os serviços especializados e as tarefas mais simples com menos erros e, com isso, eliminando retrabalhos que comprometam o cronograma.

3. Elimine erros nos orçamentos

Um orçamento incorreto pode gerar falta de dinheiro e materiais que obriguem a obra a ser paralisada por um tempo.

Isso gera atrasos na obra que poderiam ser controlados com um planejamento adequado do uso do orçamento.

Sem recursos disponíveis é impossível evitar atrasos no seu canteiro de obras.

Leia também: 

Os 6 erros mais comuns na hora de criar um orçamento de obras – Obra Prima

4. Trabalhe com fornecedores de confiança

Se o foco é evitar atrasos no cronograma da obra, nem precisamos dizer que é essencial evitar atrasos na entrega de materiais de construção, não é? 

Além disso, é preciso ter um fornecedor que não vá levar para seu canteiro de obras insumos com prazo de validade vencido, em quantidade errada ou danificados.

Todos esses pequenos detalhes geram problemas na hora de completar as etapas e avançar com a execução de obras dentro dos prazos estabelecidos.

Leia também: 

Avaliação de fornecedores na construção civil: como fazer? | Obra Prima

5. Tenha margens de emergência

Problemas sempre podem surgir no seu canteiro e evitar atrasos na obra depende de estar preparado para lidar com eles. 

Por isso, é essencial ter uma margem financeira para imprevistos, garantindo que não falte dinheiro para compras ou pagamento de mão de obra e evitando ter que paralisar a obra.

A margem de emergência deve ser aplicada também na quantidade de materiais comprados. 

Aqueles materiais de construção que são mais utilizados nos projetos da construtora nunca vão ser jogados fora se sobrarem.

Lembre-se: é melhor ter a mais e enviar a outro canteiro do que faltar insumo e ter que realizar compras de emergência.

6. Tenha um bom controle de estoque

Mais do que garantir a compra de quantidades corretas de materiais, é essencial ter um bom controle de estoque.

Isso garante que a obra sempre tenha os insumos necessários disponíveis e com qualidade para serem utilizados.

É nele que o material extra é guardado, mas sua construtora só pode contar com ele se tem um controle de tudo que entra e sai do estoque, evitando o susto de precisar e não ter.

Leia também: 

Gestão de estoque de obras: o segredo para o sucesso! – Obra Prima

7. Faça um acompanhamento de obra com visitas

Garantir que entende todos os informes e relatórios enviados pelos trabalhadores no canteiro e verificar se a evolução da obra está realmente seguindo o planejamento inicial depende de acompanhar e visitar o canteiro. 

Sem essas visitas, manter o controle será muito mais difícil.

8. Tenha mais de um responsável por obra

Mesmo obras pequenas passam por situações em que um problema deve ser resolvido rapidamente para evitar atrasos. 

Para garantir que alguém esteja sempre disponível para tomar decisões importantes, é essencial ter mais de um responsável. 

Leia também: 

Fiscal de obras: por que a sua construtora precisa de um? – Obra Prima

9. Documentação nunca deve ser ignorada

Obras dependem de autorizações, regulamentações e contratos. 

Sua construtora nunca deve arriscar ter a obra paralisada e perder prazos por não ter os documentos organizados e acessíveis quando a fiscalização passar pelo canteiro de obras.

Leia também:

Sero: facilitando a emissão de documentos na construção civil >

10. Esteja preparado para imprevistos

Mesmo com todas as análises de riscos, o canteiro de obras sempre pode ser surpreendido por chuvas fora de época, acidentes, perda de materiais ou atrasos de fornecedores.

Por isso, é preciso sempre ter uma equipe capacitada para lidar com esses problemas e buscar soluções rápidas.

Além da necessidade de considerar esses imprevistos na hora de combinar datas de entrega com fornecedores e elaborar o cronograma.

Tecnologias e softwares de gestão de obras para evitar atrasos

Todas as dicas oferecidas são colocadas em prática muito mais facilmente com o suporte de software de gestão de obras e outras tecnologias. 

A construção civil tem nesses sistemas a ajuda ideal para criar históricos que tornem a elaboração de orçamentos, cronogramas e análises de risco muito mais eficientes.

Software de gestão de obras como o oferecido pelo Obra Prima ainda oferecem funcionalidades mais específicas e que podem solucionar muitas dores, como é o caso da área do fornecedor e cronogramas físico-financeiros

Na área do fornecedor Obra Prima, sua construtora pode realizar cotações com os parceiros na plataforma, fazendo comparações de custo-benefício muito mais eficientes. 

É possível, ainda, realizar a homologação de fornecedores e Fichas de Verificação de Materiais, que controlam qualidade de produtos, cumprimento de prazos de entrega e vantagens no pagamento oferecidas.

O cronograma físico-financeiro, por sua vez, garante maior visibilidade para o acompanhamento da evolução do projeto e o cumprimento não só dos prazos, mas a comparação do avanço das etapas em relação ao uso do dinheiro.

Conheça mais sobre as vantagens do software de gestão de obras e descubra como evitar erros no cronograma de obras e muito mais com os conteúdos do blog Obra Prima.

software de gestão de obra