4 segredos para uma gestão de obras eficiente.

4 segredos para uma gestão de obras eficiente

Fazer uma gestão de obras eficiente é um desafio, mas existem alguns segredos para tornar essa tarefa mais fácil. Descubra aqui quais são eles. 

O que você entende como uma gestão de obras eficiente? Terminar os projetos rápidos? Não escapar do orçamento? Seguir o cronograma? 

A eficiência na construção civil depende de vários fatores. É como tentar passear com 4, 5, 6 cachorros ao mesmo tempo! Como dar conta de todos?

Por isso, preparamos um material com alguns segredos e dicas para você melhorar o seu controle de obras e a eficiência do seu negócio. 

Eficiência na construção civil

Vamos te contar os segredos para você conseguir fazer uma gestão de obras eficiente para o seu negócio crescer e sua empresa conquistar novos clientes.

São 4 pontos essenciais para incluir na sua rotina de gestão de obras:

  1. Dicas para melhorar o seu monitoramento na gestão de obras;
  2. Gestor de obra é mais importante do que você imagina;
  3. Salve o seu controle financeiro com o RDO;
  4. Com as ferramentas certas, a gestão de obras fica muito mais fácil. 

Entenda cada um desses tópicos a seguir.

1. Dicas para melhorar o seu monitoramento na gestão de obras

Muitas vezes, o monitoramento de obras não é feito da melhor maneira. Isso pode acontecer por vários motivos. 

O primeiro é que nem sempre os gestores têm conhecimento sobre todas as práticas e ferramentas mais úteis para fazer uma tarefa. 

Depois, um dos muitos hábitos já vem de dentro das organizações e são “regras da casa”, de maneira que leva tempo para se adaptar a um novo formato. 

Independentemente do motivo, sempre tem espaço para otimizar o monitoramento de obras. E agora, vamos trazer algumas dicas para te ajudar nessa missão: 

  • Organize seus processos: a primeira coisa que você precisa fazer é listar todos os processos da sua empresa e organizar de uma forma que seja possível enxergar todos eles.  
  • Use o cronograma físico-financeiro: o cronograma físico-financeiro (CFF) é uma valiosa ferramenta de gestão, ela permite o controle de prazos, o avanço físico da obra e a gestão de custos.
  • Relatórios completos e detalhados: Não vai ser sempre que os responsáveis estarão disponíveis para tirar dúvidas sobre o andamento do projeto. E é por esse motivo que relatórios detalhados e completos são fundamentais. 
  • Gestão da equipe: conhecer as habilidades de produção dos funcionários e saber quais tarefas eles realizam melhor é essencial para garantir que a obra aconteça sem grandes problemas. 

Gostou dessas dicas? Já anotou para lembrar delas? Calma, ainda temos muitos segredos para serem revelados!

2. O gestor de obras é mais importante do que você imagina

Já falamos aqui no blog sobre a importância do gestor de obras

Vamos relembrar! 

O gestor de obras precisa equilibrar o trio do prazo, qualidade e custo. 

Isso quer dizer que ele precisa garantir que os projetos sejam entregues dentro do prazo combinado, cumprindo o orçamento planejado e com a qualidade esperada. 

Embora sejam vistos como fatores separados, cada um desse trio (prazo, qualidade e custo) afeta diretamente o outro. 

Uma vez que um projeto que não respeita os prazos vai custar mais caro. E isso pode fazer com que os profissionais escolham materiais mais baratos e contratações menos capacitadas, refletindo no resultado final que é entregue. 

Mas, quais são as responsabilidades exatamente do gestor de obras? Eles desempenham sete principais pontos: 

  1. Estudo de viabilidade
  2. Estudo preliminar da obra
  3. Planejamento e orçamento;
  4. Gestão da mão de obra;
  5. Administração financeira;
  6. Administração econômica;
  7. Segurança.

Parece muito, né? Mas também existem maneiras de facilitar essas tarefas!  

Leia mais: 

Gestor de obras: qual sua importância e responsabilidades? | Obra Prima

3. Salve o seu controle financeiro com o RDO

Também já falamos aqui do RDO, o Relatório Diário de Obras é uma forma de ter um controle mais detalhado e imediato das informações dentro da gestão de obras. 

Ele é capaz de mapear a produtividade, lucratividade e o avanço no cronograma facilmente. 

Entre os principais benefícios do RDO estão: 

  • Aumento da produtividade;
  • Monitoramento das tarefas;
  • Cumprimento dos prazos estabelecidos.

Leia mais: 

Negligência no preenchimento do RDO: tome cuidado! – Obra Prima

4. Com as ferramentas certas, a gestão de obras fica muito mais fácil

Um ponto extremamente importante e delicado na eficiência da gestão de obras é o orçamento! 

Exceder o valor estipulado previamente pode trazer problemas para todos os envolvidos, mas tentar economizar muito com práticas com pouca segurança, como materiais de baixa qualidade e redução de equipe também não é ideal. 

Um bom gestor precisa ser capaz de cumprir uma obra dentro do prazo, usando o orçamento previsto. 

E, o que vai ajudar nessa tarefa é um software de gestão de obras, além das outras ferramentas que já falamos aqui. 

O sistema do Obra Prima consegue atualizar as informações em tempo real e deixa as informações importantes disponíveis para todos. 

Então, na hora fazer uma escolha, só é necessário acessar o aplicativo para conseguir todos os dados necessários para tomar a decisão certa. 

Guardamos a dica mais importante para o final. 

Já falamos que você precisa de um software de gestão de obras para tornar a sua gestão mais eficiente. 

Agora, queremos te convidar para clicar na imagem abaixo e marcar uma demonstração do nosso sistema! 

Também fique de olho no blog para ficar por dentro de tudo que acontece no universo da construção civil. 

E siga a conta do Instagram para acompanhar as novidades e interagir mais com a gente!

Software de gestão de obras