5 dicas para otimizar a cotação de preços de materiais de construção

5 dicas para otimizar a cotação de preços de materiais de construção

Descubra como garantir a elaboração dos melhores orçamentos de obra com uma cotação para obras de preços de materiais de construção otimizada.

Garantir o melhor uso do dinheiro disponibilizado no orçamento de cada obra é essencial para o sucesso de um projeto. 

Um uso econômico sempre vai significar maior lucratividade para a construtora e poder garantir orçamentos mais baratos aos clientes é um grande diferencial de mercado.

Conseguir esse controle e melhor aproveitamento, no entanto, depende de não cometer erros em sua elaboração, garantir a melhor negociação com os fornecedores.

E, principalmente, fazer uma cotação de preços de materiais de construção realistas e assertivas.

Uma cotação de preços malfeita impacta a possibilidade de execução da obra, consome a margem de lucro da construtora e abala profundamente a confiança dos clientes na empresa. 

Basta um erro para sua construtora ter que pagar pelo prejuízo final da obra e para que seu cliente pense duas vezes antes de fechar novo contrato.

Leia também:

Gestão de compras na construção civil: o segredo está na cotação de fornecedores – Obra Prima

Que tal aprender, então, como fazer uma cotação de preços sem erros? Acompanhe!

Material de construção: como otimizar a cotação de preços?

Existem 5 dicas que toda construtora deve seguir na hora de fazer a cotação de preços de materiais de construção para garantir que o orçamento seja suficiente para concluir a obra e fugir de prejuízos:

1. Calcular corretamente a quantidade de materiais

Se o orçamento paga pelos insumos, mão de obra e o preço do material de construção sempre variam, sendo mais caros quando a compra é emergencial, ter a certeza de que está comprando e negociando a quantidade correta é essencial.

A falta do material de construção impacta a precificação, já que volumes maiores saem sempre mais barato e comprar os que faltaram no meio da obra é sempre mais caro.

Por isso, a principal dica na hora de calcular a quantidade do material de construção sempre vai ser verificar cuidadosamente a área a ser construída e sempre considerar uma margem de 10% a mais na compra para compensar imprevistos.

Ao levantar as quantidades, é importante se atentar ao tipo de tarefa que será realizada e também às características do material especificado no projeto referência. 

2. Faça pesquisas de custo no mercado

Ainda que você tenha seu fornecedor de sempre e confie muito nele, é sempre importante comparar preços com outros fornecedores. 

Essa cotação com mais fornecedores vai permitir que sua construtora descubra se o valor do seu parceiro está muito alto e se outros oferecem melhore prazos de pagamento

Além disso, sua construtora ganha informações para negociar valores e conquistar vantagens, como descontos nas entregas ou produtos.

No entanto, não esqueça: o preço não deve ser o único elemento avaliado, mas sim o custo-benefício que o fornecedor, marcas e o tipo do material de construção apresentam, incluindo nessa análise o custo de mão de obra para trabalhar com o escolhido.

3. Controle e homologação de fornecedores

Sempre tenha um histórico registrado de suas compras e analise a qualidade da relação com os fornecedores com os quais você trabalha. Análise fatores como:

  • Custo-benefício dos materiais que vende;
  • Cumprimento de prazos de entrega;
  • Qualidade de atendimento;
  • Possibilidades de negociação;
  • Condição dos materiais quando entregues;
  • Prazos de validades dos produtos entregues;
  • Opções de pagamento;
  • Custos de entrega.

Leia também:

Avaliação de fornecedores na construção civil: como fazer? | Obra Prima

4. Atenção às opções de pagamento

O mais comum na construção civil é que as construtoras recebam parte do pagamento dos clientes ao fechar o contrato e o restante apenas quando a obra é concluída. 

Quando são obras mais longas existe a possibilidade de pagamentos em 30 e 60 dias.

Mencionamos o pagamento do cliente porque é esse dinheiro que deve ser utilizado para pagar o fornecedor. 

Isso significa que verificar as opções e prazos de pagamento é essencial para um planejamento financeiro estratégico, garantindo que não falte dinheiro para pagar custos indiretos ou outras obras no caixa da construtora.

5. Pense nos prazos de entrega com base em cronogramas de obras

Se os materiais que serão necessários na execução da obra são todos entregues no primeiro dia, sua construtora precisa estar preparada para ter um espaço no canteiro de obras para armazenagem que garanta a durabilidade desses materiais.

Isso significa que esse tipo de entrega gera um custo com armazéns capazes de proteger os materiais de construção da umidade, chuvas, sol forte, quedas e outros elementos que possam causar desperdícios. 

Essa armazenagem e os riscos de desperdícios têm custo para a construtora.

O ideal é, na hora da cotação de preços, verificar se é possível combinar os prazos de entrega dos materiais com o cronograma de obra.

Garantindo que os materiais cheguem ao canteiro no momento de serem utilizados, reduzindo riscos de perda.

Softwares de gestão de obras: um grande aliado na cotação de preços de materiais de construção

Para garantir que a cotação seja otimizada, é essencial ter formas eficientes de controlar a compra e gestão de materiais de construção, garantindo que as dicas possam ser seguidas de maneira fácil.

A principal tecnologia para essa organização são os softwares de gestão de obras. 

Sistemas como o software Obra Prima oferecem funcionalidades específicas para tomar as melhores decisões.

O nosso software de gestão de obras se destaca por oferecer uma plataforma que integra todos os departamentos. 

Isso significa que na hora de negociar os prazos com fornecedores, seu departamento de compras tem acesso fácil ao cronograma de obra e pode alinhar os dois sem dificuldade.

Além disso, o software oferece uma área para homologação de fornecedores e para cotações online, permitindo controlar a qualidade e receber custos de materiais diretamente no aplicativo. 

Deixando ainda mais fácil comparar fornecedores e pesquisar custos, mas as facilidades não param por aí. 

Com integração com a Tabela Sinapi, a pesquisa de custos da construção civil e cotação com base nos valores da região fica mais assertiva.

Conheça mais sobre essas e outras vantagens que o Obra Prima, o seu software de gestão de obras oferece para garantir controle do projeto e uma cotação de preços de materiais de construção otimizada para a sua construtora.

E acompanhe o nosso blog para ficar por dentro de tudo que acontece no setor da construção civil. 

Software de gestão de obras