Alvenaria: o que é e quais são os tipos?

Alvenaria: o que é e quais são os tipos?

Conheça a alvenaria, um dos sistemas construtivos mais utilizados na construção civil brasileira.

Ao escolher um sistema construtivo para a obra, as construtoras tomam uma série de decisões sobre tipos de materiais, custos e processos de execução do projeto. E para tomar a melhor decisão, principalmente pois isso envolve o controle de custos e compras de insumos, é essencial conhecer melhor os sistemas construtivos.

Nesse texto, falaremos sobre um dos mais utilizados sistemas construtivos da construção civil brasileira, conhecido por ser a opção mais econômica: a alvenaria. 

Leia também:

Sistemas construtivos: entenda as diferenças entre alvenaria convencional, bloco de concreto, wood frame e Steel Frame – Obra Prima 

Descubra o que é, quais seus tipos e materiais aqui.

Alvenaria: o que é e para que serve?

Uma das partes de maior importância de uma obra, a alvenaria é a estrutura que, por meio da união de blocos, pedras ou outros materiais, se constrói paredes, alicerces, muros e outros elementos de um projeto.

Em geral, os blocos da alvenaria são unidos por meio de argamassa para formar as estruturas necessárias. 

A argamassa, ainda que usada comumente, não é uma exigência, ela é uma massa de areia, cal e cimento utilizada para dar força e resistência às estruturas.

Existe, para a construção de alvenaria, a opção de utilizar tijolo de encaixe, por exemplo, que não exige o uso da argamassa na união dos blocos e garantir a estabilidade da estrutura.

A alvenaria tem como principal objetivo realizar a separação de espaços internos e externos de um projeto.

Ou seja, construir paredes que delimitam o espaço interno da casa, os cômodos ou a delimitação do projeto em relação à área pública, como ruas e calçadas.

Pode ser entendida também como uma proteção contra o ambiente externo, bloqueando a visão do ambiente do imóvel para quem está passando na rua e criando barreiras contra a entrada de pessoas desconhecidas.

Um dos principais destaques para o uso de peças de alvenaria é a economia que oferece para os projetos, especialmente por serem blocos produzidos em materiais de fácil acesso e não exigirem mão de obra especializada.

Além disso, os gastos com madeira e aço são menores, uma vez que utilizam menos estruturas com esses materiais e possuírem opções de blocos maiores e que não utilizam argamassa, reduzindo custos com esses materiais.

Leia também:

Tiny house e contêiner: o que a alvenaria aprende com a inovação – Obra Prima

Materiais mais utilizados na alvenaria

Estruturas de alvenaria podem ser construídas com uma grande variedade de materiais de construção. Vamos entender um pouco mais sobre cada um? Confira:

  • Cerâmica: Material mais comum na construção de blocos, é feita de argila.
  • Concreto: Também comumente utilizado em obras, seus blocos são feitos com cimento Portland.
  • Concreto celular: Produzido com materiais ricos em sílica, cal ou cimento, são os blocos mais leves na construção de alvenaria.
  • Pedras: Utilizadas não apenas nas estruturas, as pedras podem ser aplicadas também em revestimentos para oferecer uma estética diferenciada.
  • Vidro: Estruturas em vidros possuem aplicação estética, sendo utilizados para garantir melhor iluminação natural para os ambientes.
  • Solo-cimento: Alvenaria conhecida pela economia, são blocos ecológicos e muito indicados para construtoras que desejam trabalhar com obras sustentáveis.
  • Silício-calcário: Blocos de alta resistência à compressão e cor clara, são feitos a partir de uma mistura de cal com agregados finos de quartzo.
  • Ecológicos: Assim como o solo-cimento, tem grande destaque em obras sustentáveis e, em geral, dispensam o uso de argamassa ou utilizam muito pouca. São produzidos com uma grande diversidade de materiais reciclados, principalmente garrafas PET, ou materiais biodegradáveis.

Conheça os tipos de alvenaria 

Existem 3 principais tipos de alvenaria:

1. Vedação

Como o próprio nome sugere, é a construção de alvenaria que utiliza pilares de concreto armado com estruturas metálicas para vedação e sustentação na execução do projeto.

É o sistema mais utilizado de alvenaria, por isso chamado de convencional, mas que possui custo mais alto em comparação com os demais, já que exige mais tempo para execução e uso de argamassa.

Como vantagens, podemos apontar:

  • Alta durabilidade para as estruturas;
  • Comum e mais aceito entre clientes;
  • Oferece facilidade para futuras reformas.

2. Estrutural

É uma alvenaria construída com blocos assentados e aprumados para criação das infraestruturas, por isso chamado estrutural.

Não possui vigas ou pilares, colocando as paredes como elemento de sustentação do projeto.

Isso traz como desvantagem a maior dificuldade para futuras reformas na estrutura.

Como vantagens, traz:

  • Menor custo;
  • Redução de desperdícios;
  • Simples execução;
  • Reduzida necessidade de argamassa.

3. Embasamento

Indicado para construções em terrenos desnivelados, já que sua principal função é auxiliar no nivelamento do canteiro de obras. 

Por exigir maior resistência na estrutura, utiliza blocos de cerâmica ou de concreto, sendo colocado acima das vigas baldrame.

Um grande diferencial nesse tipo de alvenaria é a forma de realizar o orçamento. 

Enquanto os outros tipos são feitos com base na área a ser construída (m²), esse tipo de alvenaria é calculado com base no volume (m³), considerando na conta o perímetro da fundação x altura x espessura da alvenaria.

Sistemas construtivos: base de qualquer projeto

Decidir pelos melhores materiais, garantir durabilidade e reduzida manutenção, além de organizar melhor cronogramas e orçamentos, só é possível conhecendo a fundo as opções de sistemas construtivos.

A decisão por alvenaria ou outro sistema deve ser tomada com base na resistência, isolamento e peso da estrutura do projeto a ser construído, de forma que cada tipo de construção vai exigir um sistema construtivo específico.

Quer saber mais sobre sistemas construtivos e outros elementos da construção civil? Acompanhe os conteúdos exclusivos do blog Obra Prima e fique por dentro do mercado, inovações e detalhes que toda construtora deve conhecer.

Leia também:

Construção do futuro: tudo o que você precisa saber sobre Steel Frame! – Obra Prima

Software de gestão de obras