Big Data na construção civil

Big Data na construção civil: o que você precisa saber?

Entenda melhor os conceitos e os benefícios que pode trazer o uso de Big Data na construção civil.

Que a tecnologia tem invadido o universo da construção civil não é novidade pra ninguém… Mas ainda não estamos falando sobre inteligência artificial aplicada no dia a dia da obra, robôs, e todo esse papo de ficção científica.

Calma!

Ainda não chegamos lá. 

Mas o big data é um dos avanços tecnológicos possíveis e reais. Grandes, médias e pequenas construtoras podem fazer uso desses dados…

Big Data não é mais uma tecnologia desconhecida no mercado, ele vem sendo utilizado por empresas de diferentes setores há alguns anos. 

O nome pode ser traduzido literalmente por “Grandes Dados”, e é uma ferramenta focada em coletar, organizar, analisar e oferecer visibilidade às informações dos negócios. 

Aos poucos essa tecnologia tem se inserido no setor da construção civil e promete trazer muitos benefícios para as construtoras que souberem utilizar e aproveitar as oportunidades que ela cria.

A ideia central do Big Data na construção civil e em outros setores é oferecer uma base de dados confiável e com informações filtradas e relevantes que ofereçam uma percepção dos gostos, tendências, contexto de mercado e financeiro, entre outras informações, para ajudar na gestão dos negócios

Como esses dados são utilizados depende dos objetivos da obra e da construtora, são eles que vão guiar a análise dos dados e uso na hora de tomar decisões para as obras.

Aplicações do Big Data na construção civil

Quando pensamos em banco de dados, conjuntos de informações complexas e em grande volume, parece difícil entender como essa ferramenta pode servir para auxiliar construtoras.

No entanto, por serem dados selecionados e filtrados de acordo com o que a construtora, o Big Data na construção civil pode oferecer diversos benefícios ao serem aplicados. 

Apresentamos aqui alguns deles:

1. Otimização da gestão de obras

Otimização de gestão de obras que leve a projetos mais eficientes e com maior qualidade é um dos principais objetivos das construtoras e o Big Data pode ser de grande ajuda na hora de alcançá-lo.

Com os dados e análises realizados com essa tecnologia, a construtora ganha informações relacionadas à previsão de cronogramas, estimativas mais realistas de compras e uma maior noção do uso de insumos, entre outros.

Toda construtora possui um histórico de projetos já realizados e eles podem fornecer informações importantes sobre o perfil de clientes que a construtora costuma atender e suas expectativas, por exemplo, ajudando no direcionamento dos planejamentos e marketing.

Além disso, o Big Data pode filtrar e analisar dados de mercado, criando projeções de custos para um determinado tipo de obras ou previsões de tempo de duração da execução de atividades específicas. 

Essas informações são essenciais para cronogramas e orçamentos de obras mais assertivas.

Cada um desses detalhes contribui para que os processos de gestão de obras se tornem melhores, já que as decisões e planejamento serão desenvolvidos com base em informações concretas.

2. Maior sustentabilidade

Se a preocupação com o meio ambiente é um diferencial importante no mercado atual, trabalhar para que sua construtora tenha obras sustentáveis é essencial para garantir crescimento e lucratividade.

A tendência de aumento da sustentabilidade em construtoras é outro ponto beneficiado pelo Big Data. 

Desenvolver processos, materiais, técnicas e equipamentos sustentáveis e que sejam verdadeiramente capazes de atender as necessidades do mercado depende de pesquisa e, consequentemente, de dados de qualidade.

Os custos de desenvolver produtos para a construção civil que sejam sustentáveis é alto e fica ainda maior quando verificamos o custo final dos produtos e esse é outro ponto em que a tecnologia ajuda.

O Big Data oferece uma estrutura de dados que permite identificar os custos elevados e encontrar pontos e processos capazes de gerar economia, como no uso de água e eletricidade, mesmo no processo de produção de insumos. 

A economia de recursos, matéria prima e de dinheiro chega também ao canteiro de obra e escritório, fortalecendo a imagem sustentável da construtora e garantindo maior destaque competitivo.

3. Eficiência no atendimento

Se o Big Data oferece bases melhores para entender as necessidades dos clientes, imagine o que não pode fazer pelo atendimento da sua construtora. 

Uma vez que sua empresa conhece as expectativas dos clientes, criar um relacionamento e oferecer informações que atendam suas necessidades e dúvidas fica mais fácil.

O atendimento é otimizado, ainda, pelos dados coletados com o Big Data sobre a evolução da obra no canteiro, fornecendo cronogramas mais precisos e orçamentos mais adaptados às necessidades do projeto e bolso do cliente.

Tudo isso facilita a comunicação com o cliente não só na hora de fechar contratos, mas durante toda a execução das obras da construtora. 

Esses dados são úteis também no acompanhamento dos clientes depois de entregar o projeto e na fidelização para próximas obras e novos contratos.

4. Redução de custos

Como já comentamos, o Big Data na construção civil pode ser muito útil para reduzir custos na produção e busca por sustentabilidade nas obras. 

No entanto, não é apenas nesse momento que a redução de custos é conquistada.

Com as informações obtidas pelas análises do Big Data, identificar erros e falhas nos processos é mais fácil, o que reduz os desperdícios de horas de trabalho e materiais com retrabalhos e correções, além de aumentar a vida útil dos projetos finalizados com o aumento de qualidade.

A economia chega também para o cliente, já que a maior qualidade significa também, um maior controle na ocorrência e custos de manutenções preventivas.

5. Relacionamento com fornecedores

Um bom relacionamento com fornecedores beneficia projetos e construtoras. Quando a relação é boa, as possibilidades de negociação de custos e prazos de pagamento são maiores e a busca por maior custo benefício é beneficiada.

Com dados concretos sobre como os fornecedores trabalham, se cumprem prazos de entrega, oferecem melhores custos em comparação com outros, todo o processo de planejamento e execução de obras é otimizado.

Além disso, a construtora pode prever demandas e necessidades de materiais, evitando comprar emergenciais com custo mais elevado.

Evolução tecnológica e construtechs: aproveitando as ferramentas e direcionando focos

O Big Data na construção civil pode ser o ponto de partida para muitas melhorias de mercado e beneficia muito a evolução tecnológica e o surgimento de construtechs. 

Quando consideramos que construtechs são empresas com foco em desenvolver soluções específicas, em lugar de adaptáveis, para as necessidades da construção civil, um banco de dados completo e com informações de qualidade faz toda a diferença.

A gestão de obras é um dos setores que mais pode se beneficiar dessas novas tecnologias. 

Leia também:

A construção civil ainda é offline? Entenda como a indústria vem inovando através da tecnologia digital >

Mais um passo rumo ao futuro: o uso da nanotecnologia na construção civil >

Softwares de gestão de obras que utilizam informações detalhadas, complexas e concretas oferecem um melhor direcionamento para eliminar erros, evitar riscos e antecipar possíveis imprevistos, além de otimizar todos os processos para que sejam mais produtivos e lucrativos.

Coloque sua construtora no caminho dessa evolução tecnológica e esteja pronto para aproveitar as oportunidades que softwares de gestão de obras e o Big Data na construção civil podem oferecer com os conteúdos Obra Prima.