Software de gestão de obras: como escolher?

Como escolher um software de gestão de obras? 3 passos que vão te ajudar!

Saiba como escolher a melhor opção de software de gestão de obras em poucos passos sem perder a qualidade e eficiência da decisão final.

Existem diversas opções de softwares de gestão de obra atualmente no mercado e, por isso, escolher um deles pode se tornar um desafio. 

Como saber qual é a melhor opção para a sua construtora? 

Como adaptar processos para o ambiente digital?

Responder essas perguntas, na verdade, é muito simples: conhecendo seu negócio, as necessidades de seus projetos e o seu dia a dia na obra.

Toda construtora pode se beneficiar de inovações tecnológicas, mas, ao mesmo tempo, cada um tem suas necessidades específicas em termos de funcionalidades e suporte para os variados projetos.

Essas diferenças existem porque as construtoras podem ter focos diferentes: sem uma pequena construtora ou grande, trabalhar apenas com reformas, com o mercado imobiliário, com obras de infraestrutura ou focar em obras públicas.

São apenas alguns exemplos, mas que já mostram as grandes diferenças de necessidades que cada construtora pode ter e que devem ser atendidas pelos sistemas de gestão de obras.

Além disso, é necessário pensar, ainda, na dificuldade que pode ser acostumar engenheiros, contadores, departamentos de compra e gestores a um novo modo de trabalho, saindo do papel e das planilhas do Excel para uma plataforma diferente.

Mesmo que sejam grandes esses desafios, eles já oferecem um primeiro direcionamento sobre o que buscar no seu futuro software de gestão: um bom suporte técnico com uma plataforma intuitiva para a melhor experiência do usuário.

Softwares de gestão de obras: os passos para escolher a melhor opção

Decidir qual o melhor software para a sua construtora, depois que você entende as necessidades que possui, fica muito simples, mas independente das necessidades do seu negócio, existem alguns passos que não podem ser ignorados.

Passo 1 – Analise o custo-benefício

Muitas construtoras ainda tomam decisões baseadas no preço das tecnologias. 

Ainda que seja importante não gastar mais do que você tem disponível para investir, nem sempre o mais caro é melhor e muitas vezes o mais barato pode não ser eficiente.

Considerar os planos oferecidos em relação ao tamanho da sua empresa, por exemplo, pode ajudar. 

Você não precisa de um aplicativo com muitos usurários e infinitos projetos se sua construtora não tem porte para realizar muitas obras ao mesmo tempo, certo?

No entanto, mesmo com poucos usuários, uma boa área de controle financeiro e de gestão de cronograma físico-financeiro será indispensável.

Analisando o custo-benefício, a construtora vai identificar esses elementos e pagar pela eficiência para o negócio.

Passo 2 – Facilidade de implementação

O suporte técnico e treinamentos oferecidos são um grande diferencial que as empresas de softwares de gestão de obras podem oferecer. 

Buscar por um sistema que garanta esse treinamento para uso das funcionalidades é essencial.

Apenas com uma implementação facilitada e com um suporte técnico eficiente sua construtora poderá aproveitar todos os benefícios na gestão dos projetos e evitar erros e problemas que prejudiquem os negócios.

E mais: é exatamente por essa questão que os softwares de gestão de obras são opções mais inteligentes do que os ERPs. Diminui-se a complexidade da implementação e ganha-se tempo de organização e autonomia!

Essa é uma forma de utilizar um sistema de gerenciamento de obras ao seu favor.

Passo 3 – Verifique integração e automatização de processos e departamentos

Para otimizar processos, o software deve garantir a integração entre os departamentos e o redirecionamento de dados de forma automatizada.

É essencial que ele garanta o controle da saída de insumos do estoque e que essa informação seja atualizada para o departamento de compras, que fará o pedido de materiais para os fornecedores, enviando automaticamente as informações para o financeiro e controles de orçamento.

Dessa maneira, toda decisão tomada com base nos dados do software será estratégica e mais eficiente.

Todos esses passos são essenciais e utilizá-los junto com a análise das funcionalidades oferecidas é a melhor forma de ter o melhor software de gestão de obras do mercado. 

A boa notícia é que o Obra Prima oferece todas essas facilidades, todas as funcionalidades que a gestão de obra necessita e com um suporte técnico composto de profissionais da construção civil, prontos para ajudar na implementação e uso da ferramenta para beneficiar sua construtora.

software de gestão de obra