construção-4.0

Construção 4.0 – você está preparado?

A Construção 4.0 promete revolucionar seus projetos na escolha de sistemas, equipamentos, métodos e materiais.

Já ouviu falar da Indústria 4.0? E de Construção 4.0? Pois é, parece que essa tendência deve demorar a chegar ao Brasil, mas promete transformar disruptivamente os projetos de construção.

Você sabe que já é possível enxergar detalhes do projeto, como se estivesse entrando no espaço, sem nem ter começado a obra. Os sistemas de modelagem BIM (Building Information Modeling) permitem essa sensação, de que podemos ver tudo o que será necessário na obra, diminuindo a margem de erro e o desperdício já no orçamento da construção civil.

Essa possibilidade de um programa reproduzir o projeto em imagens, por meio da realidade aumentada, está na base da Construção 4.0. Para que isso se torne real, é preciso que uma série de avanços tecnológicos sirvam de suporte. É o caso da cloud computing, do aumento da velocidade das redes e do crescimento da armazenagem dados e processamento.

A Construção 4.0 reúne pessoas, equipamentos e insumos sob o guarda-chuva da tecnologia. O resultado se traduz em mais excelência e menores custos para a construtora, que usa automação e automatização para padronizar e melhorar processos.

Entre esses dois termos há uma grande diferença:

  • Automação – refere-se a processos que independem da interferência humana;
  • Automatização – aponta ações dependem da interação com humanos para ocorrer.

Fonte: Blog das Diferenças.

Sabendo de tudo isso, confira os cinco marcadores que podem indicar a chegada da Construção 4.0 no Brasil.

1 – Software voltado a projeto de construção

A modelagem BIM certamente representa uma das revoluções da Construção 4.0. Assim como ela, outros sistemas podem demarcar o avanços do setor. São eles:

  • Software de engenharia e construção: são principalmente usados para elaborar os projetos de construção, bem como seus cálculos e podem estar ou não associados à modelagem BIM.
  • Sistemas de gestão: os ERPs (Enterprise Resource Planning) controlam a execução dos projetos de construção, para que a construtora mantenha a lucratividade e a qualidade, desde o orçamento da construção civil até a entrega da obra.

2 – Equipamentos

Outro marcador evolutivo da Construção 4.0 está no uso e nos testes de equipamentos de automação ou automatização de processos. Além de equipamentos mais tradicionais, existem alguns que podemos destacar por trazerem inovações para os processos e materiais.

  • Betoneiras inteligentes que controlam adição e proporção de materiais;
  • Equipamentos que reciclam concreto de demolição;
  • Robôs que assentam tijolos.

Qual deles você gostaria de ter no canteiro de obras?

3 – Métodos

A alvenaria tradicional é a preferência brasileira entre todos os métodos construtivos. Mesmo que 6 a 7% do valor do projeto de construção sejam perdido na geração de resíduos não aproveitados, ou seja, no desperdício.

Construções a seco, como o Steel Framming e Wood Framming, mais comuns nos Estados Unidos da América, são mais afeitas às Construção 4.0. Economizam insumos, geram menos resíduos e levam menos tempo.

Mas você já viu a moda da conteinerização? E das Tiny Houses? Pois é, a construção 4.0 também traz métodos mais ambientalmente conscientes.

4 – Materiais

Um outro mercado da chegada da Construção 4.0 no Brasil é o uso de materiais inteligentes e alternativos, desde os reciclados até os blocos de alvenaria impressos. A essa lista podem ser acrescentados os concretos autocurativos e o cimento magnesiano.

Já usou ou viu algum desses em projetos de construção?

5 – novas profissões

Por fim, novas profissões vão surgir no mercado. Hoje já é possível encontrar novos cargos impulsionados pela crescimento da Indústria 4.0. Conforme listagem do jornal O Globo, a construção civil tem 5 novas profissões:

  1. Integrador de sistema de automação predial;
  2. Técnico de construção seca;
  3. Técnico em automação predial
  4. Gestor de logística de canteiro de obras;
  5. Instalador de sistema de automação predial.

E você, o que acha desse assunto? A construção 4.0 já chegou ao Brasil? Comente a resposta nas nossas redes sociais e continue visitando o Blog Obra Prima.

Funcionalidades do sistema Obra Prima
Funcionalidades do sistema Obra Prima