construção civil 2021

Construção civil 2020: quais foram os aprendizados?

Reavaliar as lições que a pandemia trouxe para a construção civil 2020 pode ser a chave para o crescimento em 2021.

2020 foi um ano marcado por incertezas e inseguranças em todos os setores do mercado e economia. Ou melhor: desafios. 

Os desafios das instabilidades geradas pela pandemia foram inúmeros e muitas empresas sentiram de maneira profunda os impactos negativos.

Para a construção civil, no entanto, tantos desafios trouxeram mais força e resistência, uma nova forma de enxergar as estratégias e necessidades do setor. 

Mesmo com tantas oportunidades para que construtoras se entregassem, as recuperações vividas em 2019, deram suporte para uma postura otimista que mostrou bons frutos.

Não é novidade a importância que a construção tem na economia brasileira é um dos principais motivos para as preocupações e apreensões vividas. Por isso, 2020 deve ser lembrado pelo setor como um ano de aprendizado.

A própria Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) destaca que a retração da construção civil menor do que esperada demonstra esse aprendizado e sua importância para a retomada da economia.

É dito popular que conhecer o passado é essencial para não repetir os mesmos erros no futuro. 

Neste caso, o mesmo vale para as lições, é sempre bom reavaliar o aprendizado vivido e usá-las para continuar crescendo no mercado.,

Aprendizado com a construção civil em 2020

Todas as previsões apontam para o crescimento da construção civil em 2021 e a realidade vivida em 2020 e as adaptações das construtoras podem ajudar a alcançar esse crescimento.

1. Bom desempenho é possível mesmo nos momentos mais desafiantes

Indo contra todas as expectativas do início da pandemia, o ano foi marcado pela demonstração de força da construção civil. 

As diversas medidas e incentivos imobiliários permitiram que a queda do desempenho do PIB não fosse tão dramática.

Não dá para negar que ela aconteceu, mas não foi tão dramática, o que ajudou muito na recuperação que vimos no segundo semestre e no otimismo que especialistas têm para 2021.

A lição aqui é de que estratégias devem sempre ser adaptadas à realidade e que a preparação em épocas de tranquilidade e bons resultados pode ajudar a segurar a barra dos tempos de desafios.

Com essa mentalidade, a construção civil conseguiu manter seu desempenho acima da média nacional e sair da pandemia com poucos impactos negativos.

2. É essencial estar sempre de olho nas oportunidades

A redução das taxas de juros imobiliários e as facilidades de financiamento foram um marco importante na recuperação da construção civil em 2020. Mais do que facilidades para o consumidor, foram geradores de negócios para a construtora e serão a base para a recuperação efetiva nos próximos anos.

Essas medidas geraram oportunidades importantes de ganhos e, em um mercado como o da construção, onde preços e custos estão sempre variando, saber identificá-las é essencial.

Se a construção tem um impacto grande na economia e nas variações do mercado e da vida do consumidor, saber observar é essencial.

2020 ensinou que construtoras preparadas são aquelas que traçam estratégias com base em análises de riscos e oportunidades, sempre investindo no crescimento e aproveitando os melhores negócios.

3. Programa Casa Verde e Amarela: parcerias são necessárias

A substituição do programa Minha Casa, Minha Vida pelo programa Casa Verde e Amarela do governo destacou a necessidade de parcerias e atenção à construção de obras públicas.

Mais do que olhar para oportunidades, é essencial olhar para os tipos de parcerias que possuem bases para um futuro promissor. A construção civil atende às necessidades de pessoas reais e, em momentos de crise, facilitar a solução desses problemas sempre será uma meta.

Claro, não é necessário esperar momentos difíceis para aproveitar esse espaço que o mercado imobiliário e o de obras públicas tem oferecido.

O programa ensinou uma valiosa lição: manter o controle financeiro e fiscal da construtora nunca foi tão importante. 

Se obras públicas são um caminho com grandes oportunidades, estar preparado para desenvolver propostas realistas e vantajosas na hora de participar das licitações é essencial.

4.  Não ignore as contribuições da construção civil

Cortar custos desnecessários sempre é importante, mas é essencial sempre manter na mente o papel da construção civil na sociedade. 

No final da pandemia, a construção foi um dos setores responsáveis pela retomada na geração de empregos.

Se tudo gira em torno da economia do país e depende dela para que os negócios cresçam, ignorar esse fato é um grande erro.

No momento de cortar custos é essencial reavaliar os processos da empresa e, antes de tomar medidas que impactem a economia e o poder de compra da população, buscar formas indiretas e que possam ser mantidas no longo prazo.

Por isso, 2020 foi um ano de mobilização para controlar e otimizar a gestão de obras. 

Construtoras que utilizam a gestão como forma de reduzir desperdícios, otimizar processos, melhorar orçamentos e controlar custos e gastos terão muito mais espaço para crescer e lucrar do que as que mantiveram processos falhos e cortaram mão de obra.

5. Investir não é só opção, é essencial para crescer

Ainda que o primeiro pensamento seja sempre cortar gastos, o ano que passou nos ensinou que, muitas vezes, crescer e se recuperar depende de investir dinheiro. Principalmente com a realidade do distanciamento social, as tecnologias deixaram muito claro que são uma ajuda e não um custo para construtora.

Software de gestão de obras é o maior exemplo do potencial que um bom investimento possui. 

Essas ferramentas deixaram de ser uma opção para adquirir maior controle para se tornar um diferencial de mercado que pode garantir a sobrevivência de construtoras.

Se o ano que passou foi pautado na necessidade de ter maior controle e poder aproveitar oportunidades, nada mais justo do que criar um esforço para inserir processos capazes de entregar esses objetivos, como fazem os sistemas de gestão de obra.

A maior lição: não deixe os desafios barrarem o crescimento de sua construtora

A construção civil 2020 sofreu diversos sustos, mas em momento nenhum se entregou aos desafios. Essa é a lição mais importante que as construtoras devem levar de um ano tão turbulento.

Buscar sempre melhorar e aprender com os erros é essencial em cada passo que a empresa dá. Não importa se o desafio é uma falha de comunicação, um problema com orçamento ou todo um mercado de ameaça colapsar.

Esteja preparado e sempre aprenda com o passado e sua construtora encontrará um caminho para crescer e lucrar.

Continue acompanhando o nosso blog para entender a fundo quais são os próximos passos para alavancar os resultados da sua construtora.