cronograma de execução de obras

Dicas básicas sobre como elaborar um cronograma de execução de obras

Saiba como criar o melhor cronograma de execução de obras para os projetos da sua construtora com algumas dicas simples de serem seguidas.

O cronograma de execução de obras é um documento que detalha cada passo tomado no canteiro de obras na hora de transformar o projeto no papel em uma edificação real.

Ter um cronograma detalhado, eficiente e que seja possível de ser cumprido é essencial para toda construtora que quer garantir como diferencial o cumprimento de prazos. 

Considerando que para muitas pessoas atrasos são a marca registrada da construção civil, saber criar um cronograma de execução de obras é indispensável.

Quer saber como criar o seu e escapar de erros e atrasos? O Obra Prima te dá as dicas para conseguir.

Cronograma de execução de obras: passos para excelência

Elaborar um cronograma de obras eficiente exige atenção a detalhes, e são muitos. Para ajudar, trazemos uma lista com dicas básicas para que você saiba por onde começar e o que não esquecer de cuidar:

1. Comece pela lista de atividades

Seu cronograma deve permitir que você acompanhe cada uma das atividades que serão desempenhadas na execução de obras, mesmo as mais simples. 

Por isso, o primeiro passo sempre será fazer uma lista completa dessas atividades.

Olhe com cuidado para o projeto e tente criar essa lista já na ordem em que as coisas precisam acontecer, identifique tarefas e subtarefas para cada atividade e não esqueça de considerar como uma atividade a chegada do material e a tarefa de guardar tudo no devido lugar antes de começar a construir.

2. Tempo de duração das atividades é chave

A ideia central de um cronograma é estipular prazos de execução de etapas e prazo de entrega da obra para que a construtora possa controlar atrasos e cumprir com o que prometeu ao cliente, certo?

Para isso é essencial saber qual o tempo de duração das atividades, garantindo que ao criar a linha do tempo do cronograma seu trabalhador no canteiro de obras realmente tenha tempo suficiente para completar a atividade no prazo estabelecido.

Uma dica importante aqui é não só recorrer a projetos anteriores, mas conversar com os trabalhadores, principalmente os terceirizados, sobre o tempo que se leva para realizar a atividade. 

Com um tempo de duração correto sua construtora não evita só atrasos, mas também o pagamento de horas extras ou a perda de qualidade por serviços realizados com pressa para cumprir o prazo.

E não esqueça de considerar fatores internos. 

Sabemos que imprevistos podem afetar a obra e não considerar um tempinho a mais caso chova ou o local do canteiro de obras tenha problemas de acesso para os funcionários e fornecedores de materiais por causa do trânsito também impactam o cumprimento de prazos. 

Sempre considere uma margem de segurança para imprevistos, pense na sazonalidade, clima, na possibilidade de desentendimentos entre membros da equipe ou problemas pessoais que afetam a produtividade.

Mesmo que, teoricamente, esses problemas não devessem afetar o projeto, nunca é prevenção demais considerar a possibilidade de que ocorram e estar preparado caso uma boa comunicação e motivação não evitem problemas.

3. Identifique possíveis tarefas paralelas

Ainda que a execução de obras seja um processo em que uma etapa depende de que a anterior esteja completa para começar, sempre existem tarefas que podem ser executadas ao mesmo tempo para aumentar a produtividade.

Identifique essas tarefas e considere o que é necessário para que essa economia de tempo (e de custos) ocorra: verifique a disponibilidade de materiais e mão de obra na data em que o cronograma chega nessas atividades para ter a certeza de que o cronograma pode ser cumprido.

4. Defina datas do cronograma

Com a sequência de tarefas e o tempo necessário para uma delas estabelecidos, é hora de criar os prazos reais, com datas, no seu cronograma.

Crie um documento com os prazos de cada tarefa, coloque não só as atividades do canteiro, mas também os prazos de entrega dos fornecedores, considere dias festivos em que ninguém vai trabalhar, ou seja, detalhe ao máximo as datas.

Não se esqueça de compartilhar esse documento com os envolvidos: engenheiros, clientes e trabalhadores no canteiro. 

Dessa forma, todos estarão cientes e alinhados para cumprir com essas datas sem maiores problemas e podem se organizar para garantir que atrasos não aconteçam, inclusive antecipando-se aos imprevistos.

5. Execução de mãos dadas com financeiro

Todo bom cronograma, para ser cumprido, depende da disponibilidade de materiais, equipamentos e mão de obra. Todas essas coisas precisam ser pagas pela construtora, o que significa que a eficiência do cronograma de execução de obras está muito ligada à integração com o financeiro.

O cronograma de obras deve ser acompanhado pelo orçamento e compras, garantindo que pagamentos não atrasem e prazos de entrega sejam acordados com fornecedores de acordo com o estabelecido no cronograma.

Criar um cronograma físico-financeiro aqui é passo essencial >

6. Acompanhamento de obra e análise de resultados

Se a meta é garantir que o cronograma seja cumprido e imprevistos sejam evitados, acompanhar a execução de obras e verificar se os resultados são os mesmos esperados no planejamento é uma dica indispensável.

Verifique, dia a dia, se as atividades estão sendo realizadas dentro do prazo esperado, se existe alguma indicação de possíveis atrasos, se o orçamento está sendo utilizado dentro do planejado.

Assim, qualquer problema é identificado antes que possa causar atrasos na entrega final ou prejuízos e medidas para corrigir se tornam possíveis.

Faça, também, análises de resultados ao final de cada etapa e ao finalizar a obra. 

Crie um documento identificando os problemas enfrentados, onde atrasos e desperdícios não puderam ser evitados, o que foi feito para manter a qualidade e quais soluções ajudaram a reduzir atrasos.

Essa análise, além de ajudar a evitar que problemas de uma etapa sejam levados para a próxima, ainda resultam em um documento que serve de base para não repetir os mesmos erros nas próximas obras.

Otimização do cronograma de execução de obras com softwares de gestão de obras

Garantir os melhores resultados depende de ser capaz de reduzir erros e aproveitar melhor os recursos da construtora. 

Essa é a principal vantagem que um software de gestão de obras oferece.

Com um sistema que integra departamentos, sua construtora consegue garantir que o cronograma de obras esteja alinhado com o financeiro, controle de estoque e departamento de compras para que não faltem materiais e equipamentos.

Além disso, ganha-se maior controle na contratação de mão de obra, garantindo direitos trabalhistas respeitados e que cumpram com os objetivos do projeto, oferecendo bases para maior produtividade.

Por último, é importante destacar que todas as etapas realizadas no software gera relatórios, criando um banco de dados para melhorar os resultados da obra e para garantir que problemas não se repitam no futuro.

Conheça o software de gestão de obras Obra Prima e aproveite toda a visibilidade e otimização que ele oferece para seu cronograma de execução de obras.

Software de gestão de obras