fluxo de caixa da construtora

Dicas rápidas para manter o fluxo de caixa da construtora em dia!

Descubra como construir um controle de fluxo de caixa eficiente para garantir a saúde financeira da sua construtora.

Controle financeiro é uma das maiores preocupações de construtoras que desejam alcançar maior crescimento e garantir sua competitividade. 

Apenas tendo condições de pagar as contas e investir em melhorias a empresa consegue proteger sua margem de lucro e pensar no futuro.

Muitas coisas impactam o financeiro: 

  • Orçamentos de obras precisos;
  • Integração entre financeiro, compras e estoque;
  • Considerar não só os custos dos projetos, mas os custos indiretos da construtora, entre outros.

Um dos elementos que mais se destaca na hora de criar um sistema eficiente para o financeiro é o fluxo de caixa. 

Conhecer e controlar a entrada e saída de dinheiro é essencial em qualquer estratégia, evitando desperdícios, pagamentos duplicados, falta de dinheiro para pagar fornecedores e permitindo criar uma reserva de investimentos.

É exatamente isso que se deve manter em mente no momento de fazer o fluxo de caixa da construtora, o fluxo constante do dinheiro que entra e sai das contas da construtora com os recebimentos de clientes e pagamentos de faturas e documentações.

Veja aqui como é possível manter o fluxo de caixa da construtora saudável.

Fluxo de caixa: dicas fáceis para maior controle e eficiência

Garantir um fluxo de caixa que beneficie sua construtora e permita estabelecer estratégias de crescimento, na verdade, não é tão complicado. 

É preciso atenção e cuidado com alguns detalhes, mas com algumas dicas simples você pode alcançar bons resultados para seu negócio.

1. Trabalhe com períodos 

O pensamento estratégico depende de verificar dados e estabelecer padrões para organizar a forma de levar as contas da construtora para alcançar benefícios. Por esse motivo, ao tentar analisar e organizar o fluxo de caixa, é importante pensar em períodos.

O fluxo de caixa deve ser pensado de acordo com as necessidades da empresa. 

Se sua construtora realiza muitas reformas rápidas e tem uma grande rotatividade de projetos, pensar mês a mês pode ser uma forma eficiente de controlar processos.

Por outro lado, se sua construtora trabalha com obras grandes e que duram muitos meses, você pode optar por controles trimestrais ou bimestrais.

O importante é sempre avaliar períodos e não deixar para analisar seu fluxo de caixa só na hora do balanço anual.

2. Cuide dos seus pagamentos e recebimentos

Saber quanto dinheiro precisa entrar na conta da construtora e quanto vai sair no período analisado, controlando as datas e a quantidade de dinheiro disponível para emergências ou investimentos é importante.

Crie um controle de contas a pagar com valores e datas e uma tabela de pagamentos a receber. 

Assim, se atrasos acontecerem ou se alguma conta com valor variável vier mais alta, sua construtora sabe quanto dinheiro tem disponível para pagar as contas sem prejudicar o caixa ou outros projetos.

Esse controle ainda garante que sua construtora pague contas em atraso com multa e tenha o controle para cobrar clientes que não realizaram o pagamento na data, adaptando as previsões para lidar com esses atrasos.

3. Cuidado com a inadimplência

Em algumas situações, atrasos nos pagamentos podem ser inevitáveis, mesmo controlando todos os prazos, afinal, seu cliente sempre pode atrasar na hora de pagar pelo projeto.

É possível, nesse caso, que sua construtora tenha que escolher qual conta deixar de pagar para proteger o caixa da construtora e não ficar sem dinheiro para compras essenciais para a obra.

Conhecer bem as multas e taxas por atraso nessas situações é essencial e é sempre importante lembrar das consequências por inadimplência. 

Analise com cuidado as contas antes de tomar uma decisão e verifique se o não pagamento daquela taxa não pode embargar ou paralisar a obra, gerando atrasos e ainda mais custos, por exemplo.

Mesmo na hora de não pagar uma conta para pagar outra é preciso ter esse pensamento estratégico.

Buscar por softwares de gestão de obras que garantam o bom uso dos dados e controle do fluxo de caixa é um grande diferencial e inserindo essas dicas na estratégia da construtora, com certeza seu controle financeiro vai crescer muito mais.

software de gestão de obra