As reformas na construção civil

5 dicas para tornar as reformas mais eficientes

Passar por reformas nunca é fácil. Apesar do ânimo em deixar um imóvel do jeito que sempre se desejou e da possibilidade de se corrigir problemas estruturais, as reformas geralmente são sinônimos de estresse.

No entanto, bagunça, sujeira, equipes de trabalho entrando e saindo a todo momento, ainda que sejam situações incômodas, podem ser o menor dos problemas enfrentados. Da mesma forma como acontece em qualquer outra obra da construção civil, reformas devem ser planejadas, organizadas e controladas.

A falta de controle é o motivo principal de muitos problemas realmente importantes. Sem atenção e cuidado, gasta-se muito mais, surgem muitos problemas de execução, a obra demora mais do que o previsto e as preocupações se tornam intermináveis.

Clientes e construtoras devem entender que reformas, das mais simples às mais complexas, devem sempre ser tratadas com o cuidado de um projeto grande. Organizar orçamento e etapas de trabalho e prazos são fatores essenciais para  obter os melhores resultados sem gastar mais do que o necessário.

Separamos aqui algumas dicas para otimizar esses serviços, proporcionando mais tranquilidade na execução do projeto! Confira:

Reformas: cinco dicas para não errar

Todo projeto exige atenção para que a sua execução seja tranquila e não sofra problemas. Ao realizar uma reforma, os possíveis problemas que podem aparecer são inúmeros, e atrasos são ainda mais desagradáveis do que em projetos novos ou grandes.

Imprevistos com o clima que acabam paralisando a obra, fornecedores que atrasam a entrega de materiais e diversos outros riscos devem ser considerados. Isso porque, em reformas, a sujeira e o barulho do espaço que está sendo renovado impactam no uso de todos os outros cômodos, e todo erro representa um risco grande de se estourar o orçamento.

Para ter certeza de que a reforma realizada por sua construtora não vai causar ainda mais problemas ao cliente, assegurar a satisfação ao concluir o trabalho e não tomar prejuízos com o serviço, siga as dicas:

1. Planejamento não é só para novos projetos

Desenvolver um estudo de viabilidade, listar todos os elementos que devem ser refeitos e impactos em demais estruturas é apenas o começo do processo de planejar uma reforma.

Assim como acontece em projetos que começam do zero, é essencial considerar riscos e calcular possibilidades para se ter máxima qualidade e menos problemas. Um planejamento eficiente, então, é indispensável.

É com o planejamento que se descobre o que é possível fazer com o orçamento disponível, o que não pode ser modificado e qual é a melhor forma de satisfazer as necessidades do cliente.

Um bom planejamento significa, também, não improvisar. Se o projeto é para a troca de pisos, decidir na hora que deseja derrubar uma parede não é uma boa ideia. Considerar essas possibilidades antes de iniciar os trabalhos é essencial para se manter dentro dos prazos, orçamento e qualidade.

2. Orçamentos detalhados não são um exagero

Desenvolver um orçamento com todos os detalhes e considerando os riscos analisados no planejamento nunca é demais, seja em grandes ou pequenos projetos. É preciso considerar todos os detalhes para ter certeza de que o dinheiro será suficiente para realizar o trabalho em qualquer um dos casos.

Um ponto importante é sempre considerar o BDI, pois assim a construtora garante sua margem de lucro na realização do trabalho. Considere impostos, segurança do trabalho, mão de obra, equipamentos necessários, materiais e um extra para imprevistos.

Utilizar uma planilha de cálculos pode ajudar muito a construtora a não errar ou esquecer de algum custo ao elaborar um orçamento.

Faça o download da Planilha de Orçamento de Obras do Obra Prima aqui e garanta a eficácia do seu orçamento!

3. Seguir cronogramas é o maior diferencial

A construtora não está lidando com um grande projeto, como diversos andares em um prédio ou uma ponte sobre uma rodovia. Ainda assim, o cronograma é parte essencial de um trabalho bem-feito.

Elaborar um cronograma de obras personalizado para a reforma é a única forma de manter o controle das atividades a serem desenvolvidas, da produtividade da equipe e do orçamento. Vale lembrar que essa etapa pode ser bem mais simples do que as de grandes obras, mas ainda assim é essencial para o sucesso do projeto.

Mais do que elaborar um cronograma, é essencial segui-lo à risca. Desenvolver o passo a passo descrito sem atalhos ou pular etapas garante que tudo seja feito dentro do cronograma e praticamente elimina o risco de erros.

Nós também desenvolvemos uma planilha de Cronograma de Obras! Ainda não conhece? Clique aqui e faça o download.

4. Tenha cuidado ao comprar materiais e contratar mão de obra

Toda construtora sabe que existe uma grande diferença de preços entre uma loja e outra e entre profissionais para um serviço. Considerar essa variação é muito importante para fazer uma boa escolha para a reforma. Sim, o preço do produto ou serviço é importante e deve ser considerado, mas esse não é o único aspecto a ser analisado.

Tenha certeza de escolher os produtos com maior qualidade e que rendem mais. Não adianta muito economizar no preço da unidade e precisar de mais produtos para garantir a qualidade do serviço. Considere ainda as possibilidades de parcelamento para os pagamentos, garantindo o melhor negócio!

Verificar com cuidado a mão de obra também é essencial. Tenha a certeza de contratar não o trabalhador mais barato, mas aquele capaz de garantir a qualidade do trabalho e o cumprimento de prazos. Para isso, alinhe os processos, deixando claro o cronograma a ser seguido e os detalhes esperados.

5. Atenção nos detalhes é importante

Cada projeto de reforma é diferente, exigindo materiais específicos e cuidados diferenciados no acabamento e no cuidado. Tornar esse tipo de obra lucrativa para a construtora e assegurar a qualidade esperada pelo cliente exigem atenção.

Ao desenvolver o planejamento, orçamento e cronograma, pense nos diferenciais que a obra possui. Lembre-se, o resultado final é parte do portfólio da empresa e o cliente é sua fonte de indicação.

Tornar todo o processo mais eficiente e conseguir os melhores resultados e competitividade de mercado são fatos que dependem  do cuidado com as coisas mínimas. Pense em como melhorar o acabamento, oferecer motivação aos trabalhadores e eliminar custos e desperdício.

Adotar uma postura sustentável para a reforma, por exemplo, fazendo o tratamento de resíduos e reduzindo o consumo de água, pode ter grande impacto na eficiência do trabalho.

Projetos menores, mas não menos importantes

Muitas construtoras  acabam colocando grandes projetos como os mais importantes para o negócio e, muitas vezes, não dão a devida atenção para pequenos projetos, como as reformas.

Para profissionais e empresas responsáveis, mesmo as menores obras podem se tornar um diferencial de mercado e melhorar a lucratividade. Por isso, dar atenção ao planejamento, controle das etapas e um orçamento otimizado são essenciais para essas obras.

Quer saber como manter reformas em ordem com ainda menos esforço? Conheça o software de gestão de obra da Obra Prima.

Software de gestão de obras