digitalização na construção civil

Digitalização da construção civil exige novas competências dos profissionais para utilização de softwares de gestão de obras?

Entenda o que é preciso para tornar a digitalização da construção civil um investimento sem dificuldades para a construtora

Investir é sempre uma decisão difícil para construtoras. 

Escolher colocar recursos financeiros dentro do escritório quando essa verba poderia ser destinada à compra de materiais para obras pode dar um pouco de medo.

Quando a discussão é sobre softwares de gestão de obras as dúvidas se tornam ainda maiores para as construtoras. Tomar a decisão de investir nesses sistemas gera discussão e medo, principalmente em relação à adaptação dos profissionais com as mudanças na forma de trabalhar.

Alguma vez você já se perguntou: 

  • “e se eu investir esse dinheiro agora e precisar dele para pagar trabalhadores amanhã e não tiver?”;
  • “o que eu vou fazer se não conseguir pagar as taxas porque gastei dinheiro com um software?”;
  • “para que gastar dinheiro com um programa de computadores se eu faço um controle com planilhas onde estão todos os dados que o programa me pede?”.

Se alguma dessas perguntas já passou pelas discussões de sua construtora e a resposta ficou pendente, nós ajudamos: a resposta é otimização. 

O avanço das tecnologias sempre acontece como forma de facilitar o trabalho e reduzir erros.

Mesmo que sua construtora já possua processos parecidos, existem coisas que apenas um investimento na digitalização da construção civil pode oferecer. 

São recursos que promovem o crescimento da competitividade e, consequentemente, dos negócios.

Não acredita? Ainda não entendeu? Se arrume na cadeira, fique confortável e relaxe. O Obra Prima explica.

Construção civil e os benefícios da digitalização

Sim, muitas das funções que um software de gestão de obras são desenvolvidas todos os dias sem nenhum suporte tecnológico nas construtoras. É importante entender que não estamos dizendo que só é possível realizar tarefas com softwares. O ponto é: a qualidade é a mesma?

Quando pensamos em comunicação interna e com as equipes no canteiro de obra, acessibilidade de dados e contas no financeiro ou no desenvolvimento do orçamento, muitos erros podem ser cometidos.

A falta de uma automação deixa todas essas tarefas à cargo de pessoas e de sua atenção à detalhes. Em uma construtora com duas, três, dez obras acontecendo ao mesmo tempo (em execução ou em processo de desenvolvimento de planejamento), atenção aos detalhes pode ser muito difícil e erros podem ser cometidos.

Assim, o principal benefício de um software de gestão é exatamente reduzir (em alguns casos eliminar completamente) as falhas humanas. 

Além disso, sistemas automatizados podem deixar claros riscos e oportunidades que nós deixamos passar.

Empresas de construção civil que adotam softwares de gestão de obras ganham:

  • um espaço mais seguro para compartilhamento de dado;
  • automação de cálculos no desenvolvimento de orçamentos;
  • canal direto de comunicação com clientes e fornecedores;
  • ferramentas de gestão de estoque integradas à gestão de compras;
  • mais facilidade no desenvolvimento de cronogramas de obras.

E não se esqueça que o software de gestão de obras ajuda a economizar.

Profissionais do futuro: inovação e criatividade para o mercado da construção civil

Construtoras estão acostumadas a fazer as coisas de um jeito específico e seus profissionais também. 

A resistência em adotar sistemas de gestão, em muitos casos, acontece pela necessidade de fazer com que todos os profissionais envolvidos adaptem seu modo de trabalhar.

Mas será que não é esse um benefício da adoção desses sistemas, a possibilidade de reinventar-se como profissional e aprender cada vez mais?

O futuro dos profissionais da construção civil depende de sua constante capacidade de se reinventar, buscar por formas inovadoras e criativas de trazer resultados para a empresa e, assim, oferecer vantagens competitivas para as obras em que trabalham.

Talvez a implementação de um software de gestão de obras seja exatamente o que esses profissionais precisam. 

Se eles não precisam estar tão concentrados em verificar cada etapa do que fazem em busca de pequenos erros que a automação elimina, sobre muito mais tempo para focar em otimização.

Um profissional de destaque precisa ter:

  • Visão estratégica;
  • Inteligência emocional;
  • Mindset de crescimento;
  • Habilidades comunicativas;
  • Conhecimento de mercado.

Se a implementação de uma nova tecnologia é um desafio, é um dos que mais prepara os profissionais para buscar crescimento e inovação com seu uso. 

A construção civil recebe sempre novas possibilidades de aplicação de tecnologias e é preciso estar preparado.

O uso de drones, softwares, projetos e impressão 3D, materiais focados em sustentabilidade e outras tecnologias vêm sempre para oferecer mais facilidade para os trabalhos. 

Treinamento e preparação: a construção civil em constante digitalização

Se os softwares de gestão de obras e as outras tecnologias exigem dos profissionais mais atenção e adaptação às novas formas de trabalhar, é essencial que treinamentos e preparação sejam oferecidos.

De nada adianta escolher o melhor software de gestão do mercado se as pessoas que vão utilizá-lo não estão preparadas para migrar as atividades do dia a dia dos telefones e planilhas para o aplicativo.

Construtoras que querem otimizar seus processos precisam pensar nesses detalhes e buscar por softwares que ofereçam plataformas eficientes de treinamento para os funcionários.

Esse é o caso do software de gestão de obras do Obra Prima. 

Além de uma plataforma completa para organizar e otimizar compras, venda, financeiro, orçamentos, planejamento e cronogramas, o Obra Prima oferece suporte total para que a construtora tenha uma transição muito mais tranquila para sua forma de trabalhar.

Quer saber mais sobre os benefícios do software de gestão Obra Prima e o suporte oferecido para a implementação? Acompanhe os conteúdos do blog e entre em contato com nossos consultores.