Entrada e saída de material de construção: como fazer o controle?

Entrada e saída de material de construção: como fazer o controle?

A gestão de estoque de obras é parte essencial de qualquer projeto, mas controlar a entrada e saída de material de construção pode ser uma tarefa desafiadora.

É necessário coordenar de perto o fluxo da entrada e saída dos materiais de construção para diminuir as perdas e assegurar uma maior eficiência.

Além do cumprimento dos prazos estabelecidos, seja no abastecimento da produção ou na entrega para o seu cliente.

Implementar algumas boas práticas e seguir procedimentos faz com que essa tarefa se torne mais fácil e possível.  

Entenda a importância do controle de entrada e saída de material de construção e fluxo do estoque para fazer da maneira certa e descubra as vantagens ao seguir essas medidas!

A importância de otimizar a gestão de estoque de obras

O lucro gerado pela construtora está muito ligado ao fluxo de entrada e saída dos materiais de construção. 

Deixar sem controle significa não acompanhar e cuidar do dinheiro da sua empresa. 

Não só isso, mas, quando não há um controle de gestão de estoque de obras rígido, é quase natural que o desperdício de materiais aconteça e se torne cada vez maior

Além disso, se algum material faltar ou não chegar quando deveria, isso vai gerar uma mão de obra parada e ociosa. 

O que também gera prejuízo para você e para a sua empresa. 

Como fazer o controle de materiais de construção? 

Para evitar problemas nas obras e desperdícios, fazer o controle da entrada e saída de material de construção, não só é necessário como também é essencial. 

Confira agora algumas dicas práticas para você conseguir ter um controle eficiente tanto dos materiais de construção como do canteiro de obras:

  1. Estipule regras para entrada, saída e armazenamento;
  2. Faça inventários com frequência;
  3. Treine o seu time;
  4. Use a tecnologia a seu favor. 

Com essas quatro dicas vai ficar muito mais fácil ter o controle de materiais de construção dentro das suas obras. 

Vamos entender melhor cada uma delas:

1. Estipule regras de entrada, saída e armazenamento

Defina onde cada material vai ser armazenado e estipule regras sobre a estocagem e movimentação. 

Cada item precisa estar onde foi estabelecido e respeitar as suas condições, por exemplo: existem materiais que são sensíveis a umidade e temperatura. 

Também é importante estabelecer procedimentos que serão seguidos toda vez que um material precise ser movido para dentro ou fora do estoque. 

Podem ser regras sobre horário, registro ou outros aspectos que você considere relevante e que te ajude no controle. 

Leia também:

Dicas para o armazenamento de materiais de construção – Obra Prima

2. Faça inventários com frequência

Claro que não precisa a cada segundo, né? 

Mas, mesmo com as regras que você estabeleceu no item anterior, erros acontecem e isso é normal (até humano).

Seu inventário pode não condizer com o que está registrado no sistema, por isso, é importante conferir com uma certa frequência. 

Isso diminui as diferenças e, consequentemente, evita prejuízos. 

3. Treine o seu time

Não adianta criar todas essas regras se você não treinar o seu time para entender a importância de melhorar o fluxo da entrada e saída de material de construção. 

Seus colaboradores precisam estar sempre em treinamento.

Dê orientações para o uso das ferramentas e para a parte estratégica também. 

Assim, eles vão fazer parte da cultura da empresa e aprenderão a valorizar o controle e gestão de estoque de obras. 

4. Use a tecnologia a seu favor

Existem diversas ferramentas que podem ser utilizadas para ajudar no controle de materiais de construção e gestão de estoque de obras. 

O uso de um software de gestão de obras como o Obra Prima, vai fazer toda a diferença no seu controle sobre a entrada e saída de material de construção. 

Você vai ter tudo na palma da mão, além de conseguir ter uma visão muito mais ampla de todos os seus projetos.

Além disso, esse sistema também indica quando é necessário fazer uma nova compra, inclusive, sugerindo uma quantidade. 

Dessa maneira, você vai ter muito mais controle e os seus problemas nas obras diminuem. 

Benefícios de um controle eficiente

Agora que você já sabe como fazer um controle mais eficiente do seu fluxo de materiais de construção dentro da obra. 

Vamos falar um pouco sobre os benefícios que esse controle eficiente vai proporcionar para a sua construtora. 

Podemos começar falando que com a adoção dessas medidas, a sua segurança de estoque fica muito maior. 

O desperdício diminui, fica mais fácil cumprir os prazos estabelecidos e combinados com o cliente. 

Além disso, você também consegue coletar dados e manter um histórico sobre todas as transações feitas. 

Dessa maneira, você consegue tomar decisões assertivas baseadas em dados muito mais confiáveis.

E, por fim, vamos combinar que estoque parado é sinônimo de dinheiro parado e ninguém gosta disso. 

Afinal, cada produto comprado é um investimento feito e nós sabemos que nada é barato no mundo da construção civil. 

Quer descobrir mais formas de investir seu dinheiro da melhor maneira e fazer a sua empresa evoluir de verdade? Então, já marque a sua demonstração gratuita com o Obra Prima clicando na imagem abaixo. 

Acompanhe o nosso blog para mais dicas e siga o Instagram para ficar por dentro das novidades. 

Software de gestão de obras