Canteiro de obras

Exigências do canteiro de obras que você precisa saber

Conheça as principais características e normas regulamentadoras que toda construtora deve seguir para um canteiro de obras seguro e eficiente.

Toda construtora sabe que a qualidade de seus projetos está ligada à produtividade e qualidade da execução de sua obra. São muitos os elementos que impactam esses resultados, incluindo planejamento, materiais escolhidos e mão de obra contratada.

Com tantos elementos a serem considerados, no entanto, muitas construtoras acabam deixando um ponto essencial de lado: o canteiro de obras.

Por ser o espaço onde as atividades são desempenhadas, a qualidade desse ambiente é de extrema importância na qualidade final conquistada, o que traz foco para a necessidade de responder: o que é e o que é exigido de um canteiro de obras em um canteiro de obras?

Canteiro de obras: o que é e quais tipos existem?

Canteiros de trabalhos são espaços onde as obras são realizadas, é neles que as atividades de execução do projeto e as operações de apoio acontecem, podendo ser uma área de trabalho fixo ou temporário.

Esse espaço está se adaptando continuamente às necessidades da obra, garantindo sempre que esteja adequado para a movimentação, armazenamento e uso de materiais, equipamentos e mão de obra.

Por ter que considerar a presença e atividade desses três elementos, o canteiro de obras conta com áreas operacionais e áreas de vivência e os elementos exigidos para cada uma delas. Discutiremos esses elementos no próximo tópico.

O conceito de canteiro de obras é bem amplo, mas não é único. Existem algumas variações em sua percepção que dependem do tipo de canteiro, que pode ser restrito, amplo ou linear.

Canteiro restrito

É o típico canteiro de obras em áreas urbanas, em que é preciso delimitar o espaço da obra em decorrência dos prédios, casas, ruas e comércios em seu entorno. Uma das principais características desse canteiro é o uso de tapumes e muros e a existência de um portão de acesso para entrada de insumos e equipes.

Canteiro amplo

É mais usado em projetos de infraestrutura e obras de grande porte e, em geral, o que se vê é um grande espaço que será ocupado pela obra finalizada, mas apenas uma parte por vez sendo utilizada para atividades. É um canteiro que exige diferentes acessos sem que eles atrapalhem a execução das etapas.

Canteiro linear

Muito característico de obras de canalização de municípios e construção de rodovias, são canteiros de obras estreitos, com espaços limitados tanto para a execução das atividades quanto para o acesso de equipes e insumos.

Os elementos e as exigências do canteiro de obras

Como comentamos anteriormente, o canteiro de obras é dividido em duas áreas e seus elementos: a área operacional e a área de vivência.

Na área operacional estão os elementos essenciais para a execução dos projetos. São os elevadores de cargas e trabalhadores, rampas de acesso, zonas de demolição, equipamentos e veículos de suporte à obra e muitos outros.

Já a área de vivência é destinada a oferecer suporte às equipes que trabalham no canteiro de obras. Quando falamos equipes nos referimos não só a quem executa a obra, mas também os gestores, engenheiros e mestres de obras. Por isso, a área de vivência corresponde a escritórios, portaria, almoxarifado, vestiários, alojamentos, refeitórios e outros.

Existem duas Normas Regulamentadoras principais que definem as exigências e diretrizes dessas áreas: NR 18 e NR 24.

NR 18 – Condições e meio ambiente de trabalho na indústria da construção

A NR 18 é uma norma focada na distribuição do espaço, logística e ambiente de trabalho na construção civil, oferecendo diretrizes focadas na segurança do canteiro de obra e nos protocolos, procedimentos e documentações relacionadas a esse espaço.

Essa norma regulamentadora tem 5 objetivos principais:

  • Estabelecer garantias para proteção da saúde e integridade dos trabalhadores no canteiro de obras;
  • Determinar responsabilidades administrativas e atribuições na gestão do espaço;
  • Estabelecer medidas de previsão de riscos de acidentes relacionados às atividades de execução da obra;
  • Definir medidas de prevenção, reação e proteção contra situações de risco;
  • Indicar processos e técnicas para minimização de riscos de acidentes e doenças;

Essas regulamentações focadas em Saúde e Segurança do Trabalho (SST) consideram todas as áreas do canteiro, desde as operacionais, estabelecendo diretrizes de segurança para elevadores e andaimes, por exemplo, até as de vivência, com sistemas de sinalização e Equipamentos de Proteção Coletiva (EPC) e Individual (EPI).

Conheça as mudanças na atualização da NR 18 e os impactos para a construção civil >

NR 24 – Condições Sanitárias e de Conforto nos Locais de Trabalho 

Com foco muito específico em reduzir possibilidades de acidentes e doenças ocupacionais, a NR 24 traz uma grande variedade de exigências para o canteiro de obras, incluindo penalidades para as empresas que não as cumprirem.

Ela trata de:

Instalações sanitárias, orientando sobre dimensões, materiais e tipos de lavatórios, sistemas de água, esgoto e ventilação, pisos e revestimentos a serem instalados e outras exigências para obras específicas, como a necessidade de chuveiros.

Vestiários, para obras em que o uso de uniformes existe ou que necessitem de áreas com chuveiros, estabelecendo dimensões, quantidade e sistemas de limpeza e ventilação, entre outros itens.

Cozinha e refeitórios, estabelecendo as diretrizes para que esses ambientes sejam grandes, higienizados e seguros o suficiente para receber os trabalhadores, incluindo considerações sobre sua localização dentro do canteiro de obras.

Exigências no canteiro de obras são medida de sucesso para construtora

Exigências como as estabelecidas pelas Normas Regulamentadoras 18 e 24 são essenciais para garantir a saúde e segurança dos trabalhadores e devem ser cumpridas, como manda a lei.

No entanto, um bom gestor de obras sabe que elas oferecem muito mais do que o cumprimento de regras de SST, tendo muito impacto nos resultados conseguidos pela construtora.

Essas exigências, ao mesmo tempo que protegem o trabalhador, são um diferencial para garantir a qualidade e produtividade das obras. 

Apenas trabalhadores que são bem cuidados nos momentos de vivência e que tem sua saúde e segurança protegidas podem oferecer os resultados esperados.

Leia também:

Gestão de canteiro de obras: os 6 erros mais comuns e que você não pode cometer! >

Além disso, é essencial lembrar que acidentes no ambiente de trabalho geram perda de materiais, atrasos na obra, altos custos e podem resultar em processos trabalhistas.

Proteger seus trabalhadores é proteger seus resultados e construtora e dar a devida atenção às NRs e as exigências do canteiro de obras é o primeiro passo.

software de gestão de obra

Receba conteúdos exclusivos sobre Construção Civil

Fique por dentro de tudo o que acontece na Construção Civil com a melhor newsletter do setor.

Sugestão de conteúdo: