Indicadores na gestão de obras: a sua construtora precisa desses números!

Indicadores na gestão de obras: sua construtora precisa desses números!

Conheça os principais indicadores na gestão de obras da construção civil e entenda os benefícios que trazem para a sua construtora.

Todo bom controle de dados precisa de critérios para avaliar os resultados conseguidos. É isso que vai garantir uma base de dados concreta para que as melhores decisões sejam tomadas para os negócios. E com a construção civil não é diferente…

Mesmo com softwares de gestão de obras avançados, é necessário saber como olhar para cada resultado, seja do ponto de vista da satisfação dos clientes ou na avaliação do custo-benefício dos projetos, para entender onde a gestão pode ser melhorada ou corrigida.

É para isso que servem os indicadores na gestão de obras: oferecer números confiáveis para que as construtoras tomem as melhores decisões.

Por isso mesmo, aqui vamos falar dos KPIs, sigla em inglês para Key Performance Indicator. Indicador-chave do desempenho é uma ferramenta de gestão para medir o sucesso da sua construtora. 

Agora que você já sabe um pouco sobre o que são KPIs, conheça aqui a importância e os principais.

A importância dos indicadores na gestão de obras da construtora

A necessidade de otimizar processos de gestão de obras para melhorar o crescimento e lucratividade das construtoras é inegável. É por isso que os indicadores de desempenho são tão importantes para ver resultados na construção civil.

A grande competitividade desse setor impõe grandes desafios para as construtoras. Ter ferramentas que garantam avaliar de forma realista os resultados obtidos pode ser o diferencial que falta para identificar novas oportunidades.

É com indicadores que sua construtora identifica novas oportunidades, atividades e processos que causam desperdício e erros e consegue identificar as áreas onde a produtividade, eficiência e qualidade estão sendo comprometidas.

Afinal, com a complexidade das atividades, cronogramas e orçamentos, qualquer pequeno detalhe faz a diferença. Identificá-lo com mais facilidade e objetividade é a verdadeira chave para o sucesso.

Leia também: 

A chave para o sucesso: apontamento de produção na construção civil – Obra Prima

Indicadores ajudam em todas as etapas da obra de forma diferente:

  • Planejamento: permite definir mais claramente objetivos de médio, curto e longo prazo para empresa e obras.
  • Orçamentos: garante que os recursos financeiros sejam alocados de maneira mais inteligente e econômica.
  • Resultados: avalia com objetividade se o planejamento está sendo cumprido e onde a execução de obras pode ser melhorada.
  • Atendimento e prospecção de clientes: garante que seus diferenciais sejam notados, alinhando comunicação às necessidades e expectativas dos clientes e assegurando a satisfação do cliente.

Leia também: 

Planejamento estratégico para as construtoras! – Obra Prima

Principais indicadores na gestão de obras da construção civil

Garantir os melhores resultados da sua gestão de obras pode ser muito mais fácil se você souber quais pontos avaliar e aplicar indicadores eficientes. Conheça aqui os principais:

1. Indicadores estratégicos

Indicadores estratégicos permitem verificar se as atividades da construtora estão alinhadas com os objetivos e visão de negócio.

Analisando fatores críticos para o sucesso, como é o caso do desempenho financeiro avaliado pelo ROI (Return On Investment ou Retorno Sobre Investimento).

O ROI na construção civil avalia o lucro líquido em comparação com o custo total de investimentos na obra. 

Para calcular esse indicador é preciso subtrair o valor recebido pela obra ou venda do investimento inicial feito pela construtora, dividindo o resultado uma vez mais pelo investimento inicial: 

Veja a fórmula:

ROI = (Ganho obtido – Investimento inicial) / Investimento inicial.

Assim a construtora identifica se os ganhos são maiores que o valor investido, tendo uma base para a análise de viabilidade de próximas obras e identificando se é necessário reduzir custos e ajustar orçamentos.

2. Indicadores de qualidade

Parte das análises para atendimento e prospecção, analisam a satisfação de clientes atendidos ou prospectados em relação ao que a construtora oferece como informação, produto ou serviço.

É essencial que a construtora faça uma medição da satisfação dos clientes atendidos sempre que realizar uma venda ou concluir uma obra, utilizando essas informações para otimizar atendimento e divulgação na prospecção. 

É essa análise que permite entender como o cliente percebe os serviços e produtos da construtora, indicando a confiança e possibilidade de novos contratos.

Existem ferramentas de CRM (Customer Relationship Management ou Gestão de Relacionamento com o Cliente) que podem ser utilizadas, mas um simples questionário com avaliação de 0 a 10 e perguntas como:

  • Qual a chance de você recomendar nossos serviços para um conhecido?
  • Como avalia os resultados da obra?
  • Qual seu nível de satisfação com o atendimento?
  • Como avalia a experiência com o atendimento durante a execução da obra?

Já é suficiente para oferecer uma visão da satisfação do cliente. Deixar um espaço para sugestões e críticas também pode ajudar a identificar pontos a serem melhorados e novas oportunidades.

3. Indicadores de produtividade e eficiência

Essenciais para avaliar eficiência dos orçamentos, cronogramas e execução da obra, oferecem uma avaliação da qualidade da alocação de recursos financeiros, de materiais e mão de obra.

Um dos principais indicadores na gestão de obras a ser avaliado aqui é o fluxo de caixa, já que o uso de dinheiro impacta todas as demais etapas e departamentos da construtora. 

Nesse indicador é verificada a saída de dinheiro do caixa em comparação com o que a construtora recebe como pagamento dos clientes.

É aqui que a construtora identifica se:

  • os custos indiretos não estão sendo incluídos corretamente no orçamento;
  • os atrasos estão impactando o financeiro;
  • a margem de lucro está sendo usada para pagar contas;
  • mantém como margem de investimento;
  • a construtora gasta com custo das obras e do escritório mais do que recebe.

Ao utilizar uma análise com indicadores de produtividade e eficiência, lembre-se sempre de aplicar, também, indicadores de qualidade. 

Assim, identifica se a construtora precisa aumentar a receita ao mesmo tempo que identifica as oportunidades para conseguir esse aumento.

4. Indicadores de capacidade

Parte do planejamento, esse tipo de indicadores analisa o tempo que leva para realizar uma venda ou entrega de obra em relação ao momento em que é iniciado, analisando a capacidade de produção da empresa.

Para as construtoras, essa análise é a melhor forma de avaliar as vendas de empreendimentos, analisando a data de lançamento e a data de venda das unidades.

Analisando os custos com publicidade trabalhadores para venda e outros gastos e verificar se o custo de construir e administrar vendas é compensado pelo valor de venda do imóvel.

Gestão de obras com indicadores no software

Indicadores de obras podem ser difíceis de acompanhar no papel e planilhas do Excel.

Para conseguir avaliar esses indicadores e garantir uma gestão otimizada para a sua construtora, é hora de investir em softwares, assim você vai ter resultados na construção civil.

Com dados mais assertivos e centralizados em uma plataforma integrada como garantem esses softwares, garantir cálculos corretos de orçamentos, prazos de cronogramas e canais eficientes de comunicação e avaliação da satisfação do cliente fica muito mais fácil.

Conheça mais sobre esse e outros benefícios do Obra Prima, o software de gestão de obras e comece a melhorar agora mesmo os resultados da sua construtora.

Também acompanhe o nosso blog e siga o Instagram para se manter por dentro das novidades do setor da construção civil. 

Software de gestão de obras