Custos da obra

Manter os custos da obra dentro do previsto é possível?

Toda parte financeira da obra depende de um bom orçamento. É com base nele que os clientes pagam pelo projeto e que todos os custos da obra são pagos para que ela seja entregue de acordo com o que está no contrato.

A gestão eficiente tem impacto em diversas partes do controle de custos e da realização da obra. 

Economia de recursos é a parte que mais se beneficia dessa gestão.

Pense que apenas sabendo como o dinheiro está sendo gasto é possível identificar onde desperdícios estão ocorrendo e onde estão oportunidades para economizar.

Para construtoras que desejam manter os custos dentro do previsto, ter controle financeiro e acompanhar os gastos dia a dia não é uma opção, mas uma necessidade.

Otimizar a gestão de custos é uma das únicas formas de manter todos os gastos dentro do previsto inicialmente e garantir a lucratividade da obra. 

Já comentamos aqui no blog sobre como funciona a relação previstos vs realizados na construção civil, agora é hora de reforçar e aprofundar alguns pontos.

6 dicas de como manter os custos da obra dentro do previsto

Analisar a relação entre previstos e realizados nas obras é essencial e é um processo que sempre pode ser otimizado. Para conseguir os melhores resultados com a gestão de recursos e garantir a lucratividade dos empreendimentos, toda construtora deve seguir essas dicas:

1. Analise riscos e clima

Estar um passo à frente de intempéries e riscos de acidentes para traçar estratégias de prevenção e solução de problemas é essencial para o controle financeiro. 

Apenas estando preparado é possível evitar que erros, chuvas e outros desafios devorem uma parte do orçamento.

Bastam algumas horas de chuva forte para que a obra perca um dia de trabalho. 

Nem sempre o fato de não estar caindo água é suficiente para que as atividades sejam retomadas. 

E a chuva é apenas um dos exemplos de mudanças climáticas ou riscos que afetam a obra dessa forma.

Um trabalhador que cai de uma grande altura paralisa a obra e é uma mão de obra perdida, mesmo quando o acidente não é fatal. 

Um vento forte pode interromper os trabalhos em um telhado.

Estar preparada para essas situações é uma premissa para construtoras que desejam controlar gastos.

2. Cuide do planejamento

Se uma simples análise de riscos tem todo esse impacto, imagine a importância que deve ter para o controle de orçamento o planejamento da obra. 

Descrições detalhadas de atividades, cuidado ao contratar mão de obra, dados concretos para fazer o orçamento e bom senso na organização do cronograma fazem parte de um planejamento cuidadoso e ajudam a otimizar os trabalhos e aproveitar melhor recursos.

3. Evite atrasos na entrega de materiais

O cuidado com as datas de entregas de materiais, acompanhando sempre de perto o cronograma da obra é outro elemento essencial para manter os custos dentro do esperado.

Materiais em atraso significam atrasos no projeto, o que gera custos altos, já que acaba por gerar dias a mais de pagamento da mão de obra e locação de equipamentos.

No entanto, não pense que adiantar as entregas é solução. Receber os materiais muito cedo gera custos de armazenagem e riscos de quebra e desperdício. 

É necessário calcular tudo com cautela para ter os materiais em mãos quando são necessários, nem antes nem depois.

4. Não se baseie em orçamento incompleto

Orçamentos que não levam em conta cada atividade em cada etapa são fadados ao fracasso. 

É inevitável que um orçamento pouco de talhado ou incompleto acabe resultando em compras de última hora que, na esmagadora maioria das vezes, tem custos muito mais altos que os previstos na pesquisa.

Quanto mais detalhado o orçamento, quanto melhor for a pesquisa de custo de insumos e da média de variação de preços no mercado, menos riscos de impactos no custo final da obra.

5. Estabeleça uma comunicação integrada

A comunicação dentro de uma empresa é peça essencial para aumento da produtividade, redução de desperdícios e controle dos custos. 

Quando falamos em comunicação, não estamos falando só entre pessoas, mas também entre dados.

É extremamente importante que todos os trabalhadores do canteiro de obra conheçam o projeto, saibam quais etapas deverão ser executadas e como elas foram organizadas no cronograma. 

Só assim trabalharão evitando erros e com máximo foco.

Os dados devem se comunicar com essa mesma eficiência. 

De nada adianta ter um orçamento de obras detalhados se quando o cronograma é alterado, acidentes acontecem ou problemas surgem ele não é reavaliado. 

Manter todos os dados atualizados é essencial, sempre lembrando que mudanças em um ponto interferem em todos os outros departamentos.

6. Trabalhe fluxo de caixa com fluxo de gastos das obras

O fluxo de caixa da construtora não pode ser separado do orçamento da obra. Lembre-se: são os lucros da obra que pagam pelo funcionamento da empresa.

Toda construtora deve pagar as contas de água, luz e internet do escritório, compra de equipamentos, salário da secretária, equipe e campanhas de marketing e muitos outros detalhes.

Por isso, o orçamento da obra e o fluxo de caixa da empresa devem se comunicar, começando por considerar os custos indiretos ao projeto no orçamento. 

O BDI pode ajudar muito nessa parte.

Confira aqui quais são os principais erros do cálculo de BDI >

Software de gestão de obras para manter custos da obra sob controle

Se controlar os custos da obra depende de tantos elementos, nada mais eficiente que buscar uma solução que permita gerenciar e otimizar todos eles para obter os melhores resultados.

Softwares de gestão de obra, como o oferecido pela Obra Prima, possuem, entre suas funcionalidades, planilhas de acompanhamento de fluxo de caixa e financeiro da empresa e dos projetos, fazendo a comunicação entre os dois ao mesmo tempo que oferece uma visão individual.

Integrar informações com esses softwares é uma das maneiras mais eficientes de ter controle total dos custos de uma obra e de como esses custos impactam na lucratividade da construtora no mercado de Construção Civil.

Quer conhecer as funcionalidades do software de Gestão de Obras da Obra Prima e descobrir como ele pode ajudar a manter os custos de obra dentro do previsto? Clique no banner abaixo e saiba mais!

software de gestão de obra