internet das coisas na construção civil

O uso da Internet das Coisas na construção civil

A tecnologia vem transformando diferentes áreas da nossa sociedade. Quando se trata da construção civil esse fato não é diferente, principalmente quando falamos sobre a Internet das Coisas.

Também conhecida pela sigla IoT (Internet of Things), essa tecnologia auxilia a otimizar processos e diminuir falhas e erros.

No caso dos canteiros de obras ela vem para diminuir riscos de acidentes, baratear custos e melhorar a gestão de obras. 

Continue lendo para saber mais a fundo sobre o assunto e descobrir como esse recurso pode ser utilizado na prática em obras. 

O que é a Internet das Coisas

A internet tradicional é, basicamente, uma rede de computadores, celulares e tablets interligados entre si com outros servidores. 

Os dados a que temos acesso são armazenados nesses servidores, formando, assim, o mundo virtual a qual nos habituamos a navegar 

Sendo assim, se você pesquisar por qualquer coisa, como preço de dedetização, por exemplo, essa informação será buscada em um servidor e transportada pela rede até o seu dispositivo.

Nesse sentido podemos dizer, então, que a IoT é o passo seguinte. Isso porque ela conecta objetos, desde eletrodomésticos até o maquinário da indústria.

Daí vem a sua nomenclatura. 

As tão populares smart tvs e as super geladeiras com painel de led digital que permitem acesso à internet são alguns exemplos da Internet das Coisas dentro de casa. 

Basicamente, a IoT funciona com base nos seguintes recursos:

  • Sensores que registram dados de velocidade, localização, temperatura, etc.
  • Conexão via Wifi ou Bluetooth para trânsito de dados;
  • Processamento de informações;
  • Interface com o usuário por meio de aplicativos para a análise e leitura de dados.

Mas, afinal, como essa tecnologia é utilizada na construção civil? 

A IoT proporciona um verdadeiro salto em desempenho e produtividade na construção civil. 

De forma geral, ela pode ser utilizada para relatar, alterar, modificar ou monitorar o ambiente. Isso é feito por meio de inteligências artificiais programadas para tomar decisões e prever ações e imprevistos com base nas necessidades da obra em questão. 

Assim como a maioria das tecnologias, novas soluções e aplicações surgem a todo momento com o objetivo de otimizar ainda mais o trabalho no setor.

Seja com o uso de drones de monitoramento, da Realidade Virtual para reproduzir fases futuras dos projetos ou, até, inteligências de marketing que monitoram as tendências em anúncio venda de imovel, a IoT está em constante expansão e aprimoramento. 

Veja, a seguir, alguns exemplos práticos de sua utilidade no dia a dia da construção civil:

Tecnologia para EPIs

Quando se trata de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) essa tecnologia pode ser encontrada como wearable, ou seja, um dispositivo utilizado como acessório o vestuário. 

Um exemplo são tecidos que controlam a temperatura dos trabalhadores em períodos muito quentes ou frios. 

O que acontece é que sensores monitoram constantemente a temperatura do corpo e do meio ambiente para, então, enviar sinais de alerta quando alguma anormalidade é detectada. 

Pulseiras inteligentes também podem auxiliar no monitoramento do estado de saúde do funcionários. Assim, possíveis riscos são detectados e até previstos, o que possibilita que medidas preventivas sejam tomada mais facilmente. 

Beacons de localização 

Imagine que você é responsável pela obra de mais uma unidade de uma rede de academias de luta em sp

Provavelmente você deverá gerir uma infinidade de equipamentos e materiais.

Mas e se você pudesse acompanhar o local onde cada máquina ou material está? Seria de grande ajuda, não é mesmo? 

Pois com os beacons de localização é possível rastrear não só coisas físicas como também problemas. 

Na prática, esses transmissores detectam quando maquinários estão mal alocados e quando entregas estão atrasadas ou incorretas. 

A partir daí os responsáveis pelas as áreas da obra são informados para que tais imprevistos sejam solucionados rapidamente. 

Além de otimizar a resolução de problemas o uso de beacons também reduz custos com o deslocamento de grandes peças e materiais. 

Monitoramento de máquinas 

Esse é uma funcionalidade mais comum para a Internet das Coisas. Por meio de sensores capazes de identificar alterações ou problemas, os responsáveis são alertados quando as máquinas precisam de reparos. 

Algumas das informações registradas e transmitidas, são:

  • Níveis de temperatura;
  • Quantidade de energia elétrica utilizada;
  •  Períodos de inatividade;
  • Entre outros.

Tais informações fazem com que reparos sejam agendados antes que ocorra alguma falha mecânica além de prolongar  a vida útil das máquinas. 

Essas são apenas três das dezenas de funcionalidades da IoT no ramos da construção civil. Ela também pode ser encontrada em impressoras 3D, smart grid, betoneiras, entre outros. 

A IoT é o presente e futuro da construção civil 

A partir desse conteúdo deu para perceber que os processos da construção civil estão cada vez mais inteligentes e otimizados. 

Apesar disso, o uso dessa tecnologia ainda não abrange a maior parte do mercado. Isso porque sua implementação exige investimentos em adaptações de infraestruturas e equipamentos.

Entretanto, a Internet das Coisas continua sendo o futuro da construção civil e parte vital para o desenvolvimento e modernização dessa área.

Conteúdo produzido por Business Connection