Contratação de mão de obra na construção civil do orçamento ao contrato

5 cuidados com contratação e orçamento de mão de obra que toda construtora deve ter!

Orçamentos de mão de obra devem ser feitos com atenção e tem muitos impactos na lucratividade e resultados do projeto.

Toda construtora sabe o grande impacto negativo que erros no orçamento podem causar. Por esse motivo, é essencial garantir o alinhamento correto dos custos do projeto, considerando variáveis e riscos para evitar problemas, retrabalho e falta de dinheiro.

Considerar o preço dos materiais, o custo da mão de obra, as taxas e a margem de lucro é base para um bom orçamento. No entanto, colocar esses elementos de forma superficial pode fazer com que o orçamento fique incompleto e acabe não sendo funcional como deveria ser.

Elaborar um orçamento de obra pode ser mais simples e prático com planilhas e aplicativos desenvolvidos especialmente para a área da construção civil. Neles, todas as informações essenciais estão separadas e basta acrescentar os dados do seu projeto, os cálculos finais são automatizados e as chances de erros são quase zero.

Entre os diversos insumos a serem considerados na elaboração de um orçamento de obra está a mão de obra. Ao apresentar o valor para o cliente, todos os custos de mão de obra já estão inseridos, isso significa que sua pesquisa e decisão deve ser tomada antes. Descubra como.

5 dicas para contratar de mão de obra eficiente

Organizar o orçamento de mão de obra pode ser um grande desafio e exige muita atenção. Acompanhe aqui 6 cuidados que toda construtora deve ter ao selecionar esses serviços e garantir os melhores resultados para a obra.

1. Apresente o projeto

Parece óbvio, mas é um erro real e já cometido por muitos engenheiros e administradores. Contratar a mão de obra com base em uma ideia inicial do projeto, mas sem uma noção real das etapas causa diversos problemas.

Não é necessário ter o projeto detalhado, mas ao menos uma versão simplificada para ser apresentado e anexado aos contratos é muito importante. Esse projeto é o guia para que os prestadores de serviço usem como base para os orçamentos de seus serviços e para que, mais tarde, executem o serviço.

Além disso, a mão de obra passa a ter acesso à obra antes que ela se inicie, podendo tirar dúvidas e alinhar etapas, reduzindo desperdício de tempo e os riscos de retrabalho.

2. Indicações são bem-vindas

Assim como as construtoras esperam ser recomendados por clientes satisfeitos, que o fazem quando o resultado final é de qualidade, a mão de obra com indicação tende a ser mais confiável.

Busque sempre a indicação de pessoas que já contrataram aquela mão de obra e que sejam de confiança do seu engenheiro ou administradores. Essa é a melhor forma, em qualquer área, de aumentar as chances de receber exatamente o serviço que está contratando.

Quanto mais indicações e recomendações puder buscar, melhores serão as condições de analisar as possibilidades e tomar a decisão de qual oferta oferece mais benefícios para a obra.

3. Verifique o portfólio de trabalhos realizados

Indicações são essenciais, mas fé cega nunca é uma opção inteligente. A qualidade do resultado final pode não ser ideal para seu projeto, mas ter sido considerada suficiente para quem ofereceu a recomendação. Sempre que possível, tente ver com seus próprios olhos o que já foi feito pelas pessoas que pretende contratar. 

Existe ainda um outro ponto. Muitos problemas de execução só podem ser verificados quando a obra passa a ser utilizada diariamente. Assim, mesmo que uma construtora parceira tenha recomendado um engenheiro hidráulico por não ter tido problemas na execução, é possível que os usuários do prédio tenham tido problemas ao utilizar as estruturas.

4. Certifique-se sobre o prazo de entrega

O prazo de entrega de cada contratado, de cada tipo de serviço, influencia muito o prazo da entrega final do projeto. Cada pequeno atraso na entrega das etapas pode causar um grande atraso no prazo final, causando prejuízos financeiros e de confiabilidade para a construtora.

Estipular prazos de entrega nos contratos é essencial para manter a obra sempre dentro do que foi prometido ao cliente. Considere os riscos que aquela mão de obra pode enfrentar na execução e analise com cuidado variáveis antes de estabelecer um prazo muito curto.

5. Acompanhe de perto o trabalho

Não é necessário ficar olhando os trabalhadores executando as atividades 24 horas por dia, mas é importante acompanhar a evolução dos trabalhos.

Uma boa forma de realizar esse acompanhamento é criando planilhas de cronograma de obras e produzindo relatórios diários de obras. Nos dois documentos todos os avanços, problemas, dicas e indicações de melhorias são documentados.

Além de permitirem solucionar rapidamente erros diversos, não deixando que o projeto seja prejudicado, servem como base para avaliar o planejamento e orçamento de futuros projetos da construtora.

Orçamento de obra: como garantir o melhor

Buscar profissionais com boas indicações e um portfólio que comprove sua qualidade é apenas o primeiro passo. Tomada a decisão de que mão de obra contratar, passamos aos orçamentos propriamente ditos e ele deve conter todos os detalhes.

O orçamento recebido dessa mão de obra tem que ser o mais detalhado possível, considerando em cada particularidade o custo do serviço, o tempo gasto e os materiais necessários.

Ao construir uma parede, por exemplo, é necessário ter em mente que a dificuldade e tempo utilizado em uma parede de 3m² sem janelas é diferente de uma parede de 3m² com janela. O acabamento, o suporte, os materiais, tudo varia com pequenos detalhes do projeto de construção civil.

Pense nos detalhes, busque planilhas que facilitem os cálculos e busque sempre a opinião dos profissionais e especialistas. De nada adianta todo o esforço em criar um orçamento eficiente para a obra se seus cálculos no orçamento da mão de obra estiverem errados.

Descubra tudo o que precisa sobre orçamentos de mão de obra na construção civil e sobre tecnologias para facilitar o dia a dia das construtoras com a Obra Prima.