A Tabela Sinapi na gestão de obras - orçamento de obras

A confiabilidade que o seu orçamento de obras precisa: como fazer da Tabela Sinapi a sua ferramenta para orçamentos sem erros?

A Tabela Sinapi pode ser a ferramenta que falta para sua construtora realizar orçamentos mais confiáveis e sem erros. Descubra como aproveitar.

Toda construtora que trabalha com obras públicas conhece a Tabela do Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil, ou Tabela Sinapi, para os mais íntimos. 

Ainda que ela seja muito conhecida, muitas construtoras pensam em seu uso apenas quando ela é obrigatória, o que é o caso das obras públicas. 

No entanto, essa tabela pode se tornar um grande diferencial estratégico na construção civil.

Como o próprio nome sugere, a tabela é construída para ser uma referência em preços e custos dos diversos insumos utilizados em obras. 

Criada com base em dados e pesquisas do IBGE, realiza atualizações constantes nos valores praticados no mercado para materiais, serviços e atividades do setor da construção.

Todos os profissionais da área sabem que esses preços estão sempre mudando e que variam muito de uma loja ou prestador de serviço para outro.

E, ainda assim, entender essas mudanças e ter bases concretas para cotação é essencial para criar um bom orçamento de obras e não cometer erros no momento de fechar contrato com clientes.

Por isso, para a construtora não ter prejuízos e conseguir uma boa margem de lucro sem preços muito elevados no mercado, a Tabela Sinapi já não é só uma referência, mas uma ferramenta estratégica indispensável.

Confira aqui as dicas para integrar a sua gestão de obras com a tabela Sinapi >

Quer entender melhor a Tabela Sinapi e saber utilizá-la para melhorar os orçamentos da construtora? É só acompanhar o texto.

Tabela Sinapi: o que ela traz de informação para a construtora?

Existem 2 elementos na Tabela Sinapi que são indispensáveis para um orçamento sem erros:

Preços de insumos

As cotações com base em pesquisa do IBGE oferecem para as construtoras três categorias de preços de insumos: 

  1. Coletado (C).
  2. Coeficiente de Representatividade (CR).
  3. e Atribuídos (A).

Os preços coletados são os valores que a pesquisa realizada pelo IBGE encontrou, os coeficientes de representatividade os calculados com base na média de mercado depois de aplicada a metodologia de precificação da própria tabela e os atribuídos os valores médios encontrados por praça.

É importante lembrar que os preços atribuídos variam de acordo com a região, ou seja, os Preços Atribuídos São Paulo serão diferentes dos Preços Atribuídos Rio de Janeiro. 

Por isso, é essencial usar como base a tabela do estado em que a obra será realizada.

Custos de composições e serviços

Custos de composições de serviços, também conhecidos como composição de preços unitários, consideram cada pequeno detalhe de uma determinada tarefa.

Se pensamos na construção de uma parede, por exemplo, esse item vai considerar: 

o tamanho da parede;

  • existência ou não de janelas e portas;
  • quantidade de areia;
  • água;
  • cimento;
  • tijolos;
  • tinta; massa corrida;
  • materiais para o sistema hidráulico e elétrico;

E outros insumos para a construção daquela parede, além do custo da mão de obra e tempo para sua execução.

É possível entender o quanto esse item é detalhado quando se considera que uma casa não tem apenas uma parede. 

Cada cômodo da casa terá quatro e cada uma delas tem exigências específicas.

O diferencial estratégico do uso da Tabela Sinapi

A Tabela Sinapi oferece diversas vantagens para a elaboração de orçamentos, colocando a construtora sempre um passo a frente da concorrência. Veja porque:

1. Preços e custos

Sim, preços e custos. 

Eles não são a mesma coisa, ainda que muitos se confundam, e a diferença é simples. 

Enquanto os custos são o valor presente na Nota Fiscal ou Boleto, ou seja, o valor pago por um produto ou serviço, preço é o valor repassado para o consumidor final, que já inclui uma margem de lucro antes do repasse para o consumidor final.

Quando a tabela traz o preço de insumos, oferece uma média do que as lojas de materiais de construção civil que será pago no orçamento, ou seja, o valor de repasse e uso daquele material. Já os custos de composição de serviço são os valores brutos da mão de obra, incluindo apenas o trabalho real.

É importante lembrar que a tabela Sinapi não considera o BDI, os Benefícios e Despesas Indiretas.

Assim, ela oferece um custo base específico da obra para simplificar o trabalho da construção do orçamento e dá a liberdade para a construtora calcular sua própria margem de lucro com base nos custos indiretos da empresa.

2. Não erre nos custos dos insumos

Calcular mal a quantidade de insumos ou fazer orçamentos com valores abaixo da média de mercado são dois grandes erros muito cometidos por construtoras.

Claro, uma boa planilha de orçamento de obras pode ajudar a minimizar esses erros, mas nada como ter uma tabela de referência para ajudar a lembrar de cada detalhe necessário para a execução de um serviço.

Com a Composição de Preços Unitários oferecida pela Tabela Sinapi, minimizar o máximo possível essas falhas na construção do orçamento fica muito mais simples. 

Assim, a construtora evita acabar em situações de compras de urgência, que podem devorar uma parte do orçamento.

3. Segurança para participar de Obras Públicas

Além de alguns processos de licitação exigirem o uso da tabela, ela oferece a segurança de que mesmo pequenas construtoras possam disputar a participação em uma obra pública.

Ao saber que seus competidores terão como base os mesmos preços e custos, fica muito mais simples desenvolver uma proposta de projeto competitiva e lucrativas.

4. Melhores argumentos para negociar com fornecedores

Apenas construtoras que conhecem as médias de preços e custos praticados no mercado de sua região conseguem negociar valores de produtos e serviços.

Além de oferecer bases mais concretas para conseguir melhores condições de pagamentos e valores de materiais e serviços, a tabela serve como referência para produtos pouco conhecidos. 

Assim, a construtora sabe o que buscar e o que é um valor muito alto para o produto que está pesquisando.

5. Orçamentos mais fáceis de serem elaborados

Elaborar orçamentos exige tempo e cuidado. 

Pensar em cada detalhe e não deixar nenhum insumo necessário de fora não é uma tarefa simples, mesmo para construtoras que utilizam um bom software de orçamento de obra.

A Tabela Sinapi ainda é uma boa base para a criação do planejamento e do cronograma de obras,já que ajuda a visualizar a necessidade de cada serviço, tornando mais simples detalhar as etapas e considerar o tempo necessário para a execução de cada uma delas.

Atenção aos detalhes é o diferencial de uma construtora de sucesso

Diferenciar uma construtora das concorrentes em um mercado como o da construção civil não é uma tarefa simples, mas com a estratégia certa fica muito mais fácil.

Com as bases mais concretas oferecidas pela Tabela Sinapi para a construção de orçamentos com menos erros, fica muito mais simples garantir a lucratividade da construtora e a qualidade da obra. 

Mais do que garantir que o valor final esteja correto e o orçamento seja suficiente para a conclusão da obra, auxilia a construtora a otimizar a gestão da obra por meio de uma compreensão melhor de como serão as etapas e reduzir os riscos de atrasos.

Quer conhecer mais estratégias para melhorar os resultados da construtora? Acompanhe os conteúdos exclusivos do Blog Obra Prima.