orçamento paramétrico

Orçamento paramétrico: o que é e como utilizar na construção civil?

Orçamentos paramétricos é um grande aliado do estudo de viabilidade de obras e pode ser o diferencial que a construtora está buscando para os negócios.

A importância do orçamento de obras é bem conhecida para as construtoras. Quando cada projeto depende de verba para aquisição de material e pagamento de mão de obra e a construtora precisa pagar suas contas, o menor deslize pode se tornar uma catástrofe.

Por esse motivo, colocar toda a atenção e cuidado na hora de elaborar os orçamentos é passo indispensável no sucesso de uma construtora. 

  • Considerar cada unidade de material;
  • cada hora de trabalho;
  • cada taxa e a margem de lucro…

É o que faz com que o crescimento, lucratividade e competitividade sejam alcançados.

O orçamento paramétrico é uma das opções para construtoras que desejam mais controle do financeiro das obras. 

Ainda que possa ser muito eficiente, muitas empresas conhecem pouco sobre como utilizá-lo na construção civil e acabam perdendo muitos de seus benefícios.

Descubra aqui o que é esse orçamento, suas vantagens e como pode ser aplicado para gerar os melhores resultados.

O que é o orçamento paramétrico?

Esse tipo de orçamento garante uma elaboração mais simplificada para estabelecer os custos de uma etapa específica da obra. Sim, esse não é um orçamento completo do projeto, mas focado em uma parte específica.

O orçamento paramétrico utiliza índices, indicadores e estimativas para criar um estudo de viabilidade de uma etapa da obra. 

Com medidas de custos por metro quadrado, históricos de outras obras, análise de logística e outros dados, é um orçamento que permite verificar as reais possibilidades e auxilia no desenvolvimento de orçamentos mais complexos e completos.

Ainda que muitas construtoras não o utilizem com frequência, é uma ferramenta essencial para criar um projeto executivo e ter a certeza de visualizar o custo da obra de maneira mais exata. 

Para construtoras que trabalham com empreendimentos de diversos tipos, pode ser um diferencial na análise de viabilidade.

A análise mais simples dos custos e informações é apenas um primeiro passo, já que um orçamento mais detalhado sempre deve ser feito. 

O que o orçamento paramétrico oferece, então, é um ponto de partida realista, reduzindo os riscos de falhas e erros no orçamento final.

Objetivos desse modelo de orçamento de obra

Existem três propósitos principais no uso desse tipo de orçamento em obras de construção civil:

  • Verificar a viabilidade financeira da obra
  • Estruturar o check list do Orçamento Executivo
  • Comparar obras similares

Já mencionamos seu papel em analisar a viabilidade da obra com base nos custos e em como serve como base para o desenvolvimento de um orçamento mais completo e descritivo. Um ponto que deve ainda ser debatido é a possibilidade de comparar obras similares.

Esse objetivo é essencial, uma vez que serve não só como forma de melhorar os orçamentos, mas também para identificar os riscos para a obra relacionados ao financeiro.

Ver em obras similares a falta de materiais, os problemas de estoque e logística, compras emergenciais, falhas nos prazos de entrega, entre outros, permite criar planos preventivos e soluções que não deixem os problemas impactarem negativamente o projeto.

Utilizar corretamente os índices reduz, então, as possibilidades de erros e oferece mais rapidez na hora de definir os custos da obra.

CUB: como o Custo Unitário Básico é aplicado no orçamento paramétrico

O CUB é o índice mais usado na construção civil para a  criação de orçamentos paramétricos. 

No entanto, seu uso depende de muitos detalhes e processos para que ele ofereça um valor final correto sem desconsiderar nenhum custo do projeto.

O Sinduscon, Sindicato da Indústria da Construção Civil, oferece uma estimativa de custos por estado para o CUB. O custo oferecido é calculado em m² de construção, mas, apesar de servir como base de consulta, não pode ser, simplesmente aplicado, os valores serão muito mais baixos que o custo correto.

É essencial aplicar as fórmulas e índices do CUB para alcançar um orçamento de obras eficiente para a construção civil. Utilizando os dados corretos é possível ter em mãos todos os benefícios para a construtora.

Para conseguir fugir de falhas e colher os frutos do orçamento paramétrico existem 3 grandes erros que não devem ser cometidos. São eles:

  • Utilizar informações baseadas em pesquisa;
  • Considerar o histórico de obras similares;
  • Tomar como base área equivalente e não área construída;
  • Aplicar a fórmula correta.

Muitas empresas utilizam a fórmula para calcular o valor total da obra da seguinte forma:

Custo Total = CUB x Área Construída

Na verdade, o cálculo do valor total com o CUB deve ser feito da seguinte forma:

Valor da Obra = ( CUB x Área Equivalente + Itens não inclusos) x 1 + BDI

Assim, é essencial considerar não apenas o valor oferecido pelo Sinduscon, associado à área equivalente da obra, mas também os chamados itens não inclusos. 

Além disso, é essencial considerar o BDI, onde a margem de lucro e custos indiretos estão inclusos.

Alguns dos itens não inclusos são: submuramentos, tirantes, rebaixamento de lençol freático, elevadores, equipamentos e instalações, urbanização, impostos, taxas e algumas remunerações. 

A lista completa pode ser encontrada no site oficial do CUB. 

Elaboração de orçamentos paramétricos e o uso de softwares de gestão de obras

Se precisão é a palavra-chave para a eficiência dos orçamentos paramétricos, buscar ferramentas e tecnologias que garantam que nenhum elemento fique de fora é essencial.

Com o suporte de softwares de gestão de obras é possível ter acesso à:

  • Histórico detalhado de obras similares;
  • Planilhas mais completas de elementos essenciais a cada etapa;
  • Facilidade de pesquisa de custos unitários de insumos;
  • Ideia mais realista de comparação de custos de obras;
  • Cálculo mais eficiente do BDI.

Com as facilidades da gestão de obra que sistemas como o Obra Prima oferecem, o uso desse tipo de orçamento se torna um grande diferencial na visualização da viabilidade dos projetos e no controle financeiro para gerar lucratividade e crescimento.