PFUI

PFUI 2021: o que mudou?

Conheça a nova estrutura e as mudanças da PCI, a versão da PFUI 2021.

A PFUI é uma planilha criada pela Caixa Econômica Federal para facilitar o sistema de prestação de contas dos projetos financiados pelo banco. 

Ou seja, com a planilha de Proposta de Financiamento de Unidade Isolada – que é o que significa PFUI – a construtora justifica cada gasto da obra.

Como já comentamos no texto Tudo sobre a planilha de Proposta de Financiamento de Unidade Isolada aqui no blog, esse documento auxilia as construtoras a garantir para o banco que está construindo um projeto sério e com viabilidade.

Em um momento de incertezas do mercado de construção civil e que ainda sofre com os impactos da pandemia, poder aproveitar com mais segurança as facilidades que o governo tem oferecido para os financiamentos de construção é essencial.

É pensando nessa segurança e facilidade que a PFUI 2021 traz uma versão reformulada e que promete ser mais eficiente tanto para os analistas do banco quanto para as construtoras. 

A nova planilha, chamada de PCI, traz algumas alterações que devem ser conhecidas para que seu preenchimento seja mais correto.

Acompanhe aqui as mudanças:

Por que mudar a planilha PFUI?

A primeira grande mudança que vemos da planilha PFUI está em seu nome. Agora, ela se chama PCI, sigla para Proposta de Construção Individual. No entanto, essa é apenas uma das mudanças que a Caixa Econômica fez na planilha.

Com as mudanças propostas, a nova planilha promete trazer mais praticidade e simplicidade na apresentação das informações necessárias para as análises de obra. 

Isso significa que as construtoras devem encontrar mais facilidade na hora de preencher, controlar e gerenciar os dados da planilha.

Alguns itens foram alterados, outros excluídos, o que não cria alterações para os fiscais do banco, ainda que sejam mudanças significativas para as construtoras. Muitos dos itens retirados da planilha não eram necessários para as medições feitas pelos bancos.

É importante destacar que as medições possuem critérios definidos pelos próprios bancos e que servem como base para as avaliações das obras. 

Assim, eles não precisam do orçamento técnico completo e de outros elementos, apenas de uma proposta de construção padronizada com as informações essenciais.

O interessante para as avaliações é o guia de percentual de evolução de obra dentro de um prazo específico e cumprindo com os valores de orçamento propostos. Todos os outros detalhes são essenciais apenas para as construtoras.

Foi isso que motivou a alteração da planilha, estabelecendo um documento mais simples de preencher para as construtoras e que oferecesse apenas as informações essenciais para as avaliações dos bancos.

A nova planilha PFUI

A planilha PFUI 2021, agora PCI, traz uma estrutura muito simples de ser entendida. Ela possui 4 abas, cada uma com um tipo de informação, o que torna sua avaliação por parte do banco mais objetiva, seu preenchimento mais fácil para as construtoras e toda a gestão de informações mais eficiente.

Conheça as 4 abas e o que sua construtora vai encontrar em cada uma delas:

Aba 1 – Proposta Construtiva

Onde todos os dados técnicos e informações dos engenheiros e projeto são colocadas. É a proposta, como o próprio nome sugere, de como a obra será desenvolvida, quais recursos serão necessários e a comprovação de sua viabilidade.

Na nova planilha, o orçamento incluído na aba proposta já não é preenchido com todo o detalhamento anterior. 

Ela é mais simples e exige só a descriminação dos custos macro do projeto.

Aba 2 – Reprogramação de Cronograma

Sim, a nova versão do PCI agora considera a necessidade que algumas obras possuem de adaptar o cronograma por imprevistos, por mudanças no planejamento ou por atrasos apontados nas vistorias.

Para facilitar a vida das construtoras, essa segunda aba cria um espaço para que o cronograma de obras seja adaptado e registrado corretamente para futuras prestações de contas.

Lembrando que o analista continua tendo que aprovar a reprogramação do cronograma de obras. Não basta só decidir mudar e pronto.

Aba 3 – Reprogramação de Projeto

A terceira aba é muito parecida com a primeira, mas em lugar de focar nos prazos, vai oferecer um espaço para adequações e alterações no projeto.

Muitas vezes no momento da execução a construtora percebe que alguns detalhes do projeto precisam ser alterados para garantir a integridade e qualidade da estrutura. 

Cada uma dessas mudanças deve ser explicada e justificada na aba, informando como era o projeto antes e como fica com a alteração para serem analisadas e aprovadas pelos bancos.

Aba 4 – Laudo de análise

A última aba não é destinada às construtoras, mas ao engenheiro credenciado da Caixa Econômica Federal. São os analistas das obras que utilizam ela apenas para situações em que o sistema interno do banco, onde os laudos são gerados, estão fora do ar.

Nesse caso, em lugar de esperar que o sistema volte, o que pode levar muito tempo e prejudicar a obra e todo o planejamento do projeto, o engenheiro da Caixa pode usar a última aba para criar o laudo de análise do projeto.

Ainda que não seja para as construtoras, a aba está no mesmo documento porque toda a planilha PCI da Caixa Econômica Federal tem integração entre as abas. Isso significa que à medida que a construtora insere as informações do projeto nas 3 primeiras, as informações são automaticamente completadas na 4ª aba.

Esse processo reduz a possibilidade de erros no preenchimento do laudo, desencontro de informações e acelera ainda mais a aprovação ou recusa e necessidade de adequação dos projetos apresentados ao banco.

Acompanhando as mudanças da PFUI para uma melhor gestão de obras

Para toda construtora, ter controle da prestação de contas para clientes e bancos dos orçamentos de obras de seus projetos sempre será indispensável, principalmente quando existem financiamentos envolvidos.

Qualquer irregularidade pode significar um grande prejuízo e atrasos, já que o banco pode colocar multas ou até mesmo paralisar a execução por irregularidades na comprovação. Por isso, conhecer e acompanhar as mudanças na PFUI é essencial, não só para o orçamento, mas também para a credibilidade da construtora.

Quer ficar sempre por dentro das mudanças na PFUI e em outros setores da construção civil? Acompanhe os conteúdos exclusivos do blog Obra Prima.