RDO: Relatório Diário de Obras. A ferramenta que vai te ajudar a acompanhar tudo que está acontecendo no canteiro.

Negligência no preenchimento do RDO: tome cuidado!

Entenda a importância e os problemas que a construtora pode enfrentar quando não se preenche corretamente o RDO.

Controle sobre processos e atividades é essencial para o sucesso dos projetos de uma construtora. 

A atenção ao planejamento deve sempre ser seguida de um cuidadoso acompanhamento de obras.

Garantindo que o planejado seja executado e que erros ou imprevistos sejam solucionados antes de prejudicar os resultados.

Qualquer pequena mudança nas obras de construção civil, intencionais ou não, pode causar graves consequências quando o planejamento não é adaptado e os processos controlados.

Um dia de chuva pode ser a diferença entre lucro ou prejuízo, cumprir prazo ou atrasar a entrega.

A importância que esses pequenos detalhes podem ter é o que motivou ao longo dos anos o desenvolvimento de ferramentas que otimizem para acompanhar a obra de maneira otimizada.

Entre elas está o RDO, que pode aumentar a produtividade na construção civil.

A sigla significa Relatório Diário de Obras e dá nome a uma ferramenta essencial para qualquer gestor que quer mais controle do cotidiano no canteiro de obras. 

Nela é gerado um documento com todas as informações sobre o que aconteceu no canteiro.

Registrando problemas, soluções, pontos que geraram produtividade, elementos para estar atento nos próximos dias e uma grande variedade de outras informações.

Como o próprio nome sugere, o RDO é um documento a ser preenchido todos os dias.

O que pode ser um desafio, principalmente para os gestores que fazem esse controle escrevendo no papel e, por vezes, para quem depende da planilha Excel.

Atualmente, já existem tecnologias focadas nesse processo: as ferramentas de RDO, softwares ou funcionalidades específicas para a elaboração do relatório. 

No entanto, mesmo nesses casos problemas podem aparecer.

Para ajudar sua construtora a evitar problemas, acompanhe aqui os principais pontos para desenvolver um relatório eficiente e preenchido corretamente.

RDO: a importância e o que não esquecer para preencher corretamente

A facilidade em fazer o acompanhamento de obras com o Relatório Diário de Obras e a possibilidade de identificar problemas e erros com tempo para reagir são apenas alguns pontos que fazem com que esse documento seja tão importante para o acompanhamento de obras.

Isso significa que qualquer pequeno erro em seu preenchimento é, também, um erro no processo de melhoria da produtividade, da qualidade e na gestão de obras.

Para saber preencher corretamente o documento e evitar erros, no entanto, primeiro é preciso saber o que deve ser colocado no documento. 

Os elementos indispensáveis a um bom RDO são:

  • Data do relatório;
  • Condições climáticas do dia;
  • Trabalhadores em atividade no dia (quantos e quem eram);
  • Equipamentos utilizados;
  • Atividades executadas;
  • Problemas enfrentados;
  • Materiais recebidos;
  • Fotos e/ou vídeos do canteiro;
  • Comentários do responsável;
  • Dados relevantes da administração do projeto.

É importante destacar que na área dos trabalhadores é preciso organizar as informações sobre horário de entrada, saída e pausa, de forma que a produtividade possa ser medida.

Quanto mais detalhadas essas informações, melhores resultados o projeto conseguirá utilizando o documento no acompanhamento de obras.

Acompanhe o Guia completo para um RDO eficiente do Obra Prima para saber como detalhar essas informações.

Onde os principais erros acontecem e quais as consequências?

Como em qualquer documento preenchido pela construtora, existem alguns erros que acontecem com frequência no RDO e que não deveriam, já que podem prejudicar muito a construtora.

Os cinco principais são:

  1. Má redação: escrever mal o texto do relatório é um grande problema e pode vir na forma de frases sem sentido, erros de ortografia, descrições malfeitas e conteúdo incompleto, fazendo do documento um guia pouco eficaz para o planejamento.
  1. Omissão de fatos: deixar de colocar informações sobre problemas vividos no dia faz com que a prevenção de impactos negativos na obra seja ineficiente. Em geral, acontece quando o responsável deixa para preencher tudo no final do dia ou no dia seguinte.
  1. Contradição em dias consecutivos: São erros de dados e a maior ocorrência é de número incompatível de pessoas trabalhando ou descrição de usos de equipamentos que, na verdade, não foram utilizados.
  1. Rasuras: um documento com rasuras fica visualmente poluído e torna mais difícil a leitura e compreensão das informações.
  1. Falta de assinatura: o RDO é um documento e, por isso, só tem validade quando é assinado pelo responsável. Esquecer de assinar é um grande erro.

Ainda que pareçam erros pequenos, esses são alguns dos exemplos de detalhes que podem causar problemas. 

Um documento incompleto, difícil de entender, com dados errados ou que não tem validade oficial impede que a construtora possa tomar as medidas necessárias para melhorar os resultados da obra.

Se considerarmos que as informações do Relatório Diário de Obras na construção civil são um diferencial para garantir que estratégias eficientes sejam desenvolvidas, acidentes sejam prevenidos, processos otimizados e produtividade aumentada.

Então, esses erros significam a perda de oportunidades.

O problema é ainda maior em situações em que ocorrem processos trabalhistas.

Já que sem um RDO com os registros exatos fica muito mais difícil comprovar se o trabalhador estava ou não no canteiro em um dia específico.

Se o acidente ocorreu porque ele não estava seguindo os protocolos de SST e outros detalhes.

Assim, vemos que RDOs preenchidos sem atenção resultam em perda de produtividade, risco de atrasos, falta de dados para melhorar próximos projetos e falta de suporte de dados confiáveis em disputas judiciais.

Preenchendo o RDO: suporte da tecnologia para evitar erros

Ainda que existam muitas possibilidades, desde preenchimento a mão e uso de Excel, até aplicativos específicos para RDO.

Com certeza a opção mais eficiente são os softwares de gestão de obras que possuem essa funcionalidade.

Se o diferencial de um relatório eficiente e que traz vantagens para a construtora é o detalhamento, nada será melhor que uma funcionalidade dentro de um sistema que importa dia a dia o planejamento de atividades da obra e está integrado com cronogramas físico-financeiros.

Os softwares, além de oferecerem uma base para ser acompanhada diariamente, ainda facilitam a inclusão de imagens e vídeos por meio dos arquivos acessíveis na nuvem. 

Possuem, ainda, um espaço mais organizado, garantindo que as informações sejam colocadas de forma clara sem a necessidade de rasuras para corrigir dados. 

Assim, é muito mais fácil de verificar gramática e ortografia.

Apesar de todas essas vantagens já oferecerem grandes benefícios para obra e construtora, o principal diferencial do Registro Diário de Obras feito em softwares de gestão de obras é a mobilidade. 

Podendo ser acessado e preenchido do celular, o gestor não precisa mais esperar o fim do dia e a chegada ao escritório para inserir dados.

As informações podem, assim, ser atualizadas minuto a minuto, garantindo que nada seja esquecido ou omitido.

Ainda em dúvida de como criar e preencher seu próprio RDO? Baixe o modelo de Relatório Diário de Obras do Obra Prima.

Software de gestão de obras