Controle financeiro de obras

Salve seu controle financeiro com um orçamento de obras mais preciso

Ouve falar em orçamento de obras e já sente certa apreensão? Você não está sozinho, afinal, essa é uma das etapas que mais causa dores de cabeça às construtoras. 

O motivo? Fazer um orçamento raso demais pode gerar graves prejuízos financeiros à empresa, que precisa tirar do próprio bolso o dinheiro para executar os projetos. O que resulta em obras atrasadas e clientes insatisfeitos. E o mesmo vale se a estimativa for fora da realidade, o que arranha até mesmo a reputação no mercado.

Não é nada disso o que a sua construtora quer, certo?

Então, tudo o que você precisa é dedicar tempo e atenção para aprender a montar sua planilha de orçamento de obras. O primeiro passo para realizar projetos que gerem lucro e não prejuízo.

Descubra neste artigo o que é orçamento de obras, como interfere no lucro do seu negócio e como montar o seu.

O que é orçamento de obras?

Orçamento de obras é um documento que determina o valor a ser gasto para a execução de um projeto. O que começa com a sua concepção e vai até a assistência técnica após a entrega.

Para que o orçamento de obras seja calculado é necessário somar custos diretos, custos indiretos, impostos e o lucro que se espera pela construtora. Ou seja, deve considerar tanto as etapas envolvidas quanto estimar os recursos cabíveis e a composição das equipes envolvidas.

Como o orçamento de obras interfere no lucro de uma construtora?

Com o orçamento de obras em mãos sua construtora pode prever receitas e despesas futuras, além de controlar desvios e projetar seu lucro. Isto é, o resultado econômico que deseja alcançar após a conclusão do projeto. 

O levantamento de custos contribui para que a quantidade de recursos levantados seja suficiente e para o controle financeiro da obra. Assim, garante a definição da margem de lucro da construtora.

Com um orçamento de obras eficiente é possível reduzir custo e tempo no canteiro de obras, diminuir desperdício e eliminar retrabalhos.

3 passos para fazer um orçamento de obras eficiente e preciso

Já precisou tirar dinheiro do próprio bolso para pagar prejuízos ao cliente final ou se assusta só de pensar nessa ideia? Então, é hora de conhecer as principais fases de um orçamento de obras bem-sucedido para se precaver a esse tipo de problema.

1. Avalie os requisitos e faça um estudo das condicionantes

Para iniciar o orçamento de obra é preciso considerar o local em que será realizada para obter todos os requisitos necessários. Procure fazer uma visita técnica para se inteirar sobre todos os detalhes.

Precisa de terraplanagem? Tem acesso fácil? E água e luz disponíveis? O levantamento de requisitos inclui ainda a análise do solo, o tipo de fundação, revestimento, instalações, entre outros fatores.

Feito isso é hora de seguir para o estudo das condicionantes. Um levantamento de informações úteis para a próxima etapa. No entanto, engloba a leitura de projetos e especificações técnicas, além do edital e definições do local.

2. Identifique quais serão os serviços envolvidos na obra para fazer a composição de custos

Durante o planejamento de obra é necessário fazer a identificação de todos os serviços que serão realizados. Ou seja, garantir que o orçamento de obras seja compatível com a execução.

Toda obra envolve custos diretos e indiretos.

Custos diretos são relacionados aos serviços que precisarão ser realizados no canteiro de obras. Podem ser mencionados em valores unitários como, por exemplo, kg de armação, ou apenas escritos caso não sejam mensuráveis.

Já custos indiretos são aqueles que não se relacionam diretamente com esses serviços, mas que são necessários para que sejam realizados. Um exemplo? As despesas com contas, materiais de escritório, taxas e seguros da edificação.

Então, após levantar todos esses custos em serviços e especificar suas unidades é só calcular os quantitativos e coletar os preços de mercado. Só não se esqueça de incluir também o percentual referente a encargos trabalhistas para a mão de obra.

3. Estipule qual lucratividade deseja obter

Para estipular qual lucro deseja obter com a obra a ser executada leve em consideração a concorrência e também os riscos embutidos na proposta.

Para fazer essa última etapa do orçamento de obras calcule o BDI: Benefícios e Despesas Indiretas. No cálculo do preço final ele é um percentual que se aplica sobre o custo direto da obra. Envolve o custo indireto, lucro e impostos. 
Para calculá-lo, use a fórmula:

Como você pode ver o cálculo leva em consideração itens como:

AC – Administração Central

CF – Custo Financeiro

S – Seguros

G – Garantias
MI – Margem de incerteza

TM – Tributos Municipais
TE – Tributos Estaduais

TF – Tributos Federais

MBC – Margem Bruta de Contribuição

3 dicas para incrementar o orçamento de obras

Confira algumas dicas úteis para garantir o cumprimento do cronograma e dos valores estabelecidos para a execução dos serviços:

1. Não deixe de fazer uma visita de campo no local de implantação da obra

Com o reconhecimento da área é possível encontrar informações importantes tanto sobre o solo quanto relevo ou áreas alagadiças, por exemplo. 

A visita de campo também ajuda a construtora a conhecer as condições do entorno e do mercado local. Verificar esses dados traz ainda mais precisão ao orçamento.

2. Trabalhe com uma planilha de orçamento de obras para organizar melhor as informações

Ao elaborar uma planilha de orçamento de obras fica muito mais fácil identificar os tipos de serviços a serem executados e se os valores unitários estão coerentes. Isto é, qual tipo de obra estará sendo realizada e se a construtora terá condições de realizá-la.

Dica: detalhe ao máximo que puder os custos envolvidos para não ter surpresas.

3. Use tabelas referenciais para facilitar a composição do orçamento

As tabelas referenciais de abrangência nacional mais usadas para orçamento de obras são as do SINAPI (Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil).

É claro que nem sempre os itens presentes em tabelas referenciais serão compatíveis com preços praticados no mercado, mas em geral, contribuem como embasamento. 

Agora você sabe como evitar problemas com o andamento dos seus projetos, como obras finalizadas fora do prazo e do custo planejado.

Como você deve ter notado, o orçamento de obras pode ser o que vai ditar se a obra dará lucro ou não. Assim sendo, quanto mais precisão, mais alta será a chance de tudo dar certo e do controle financeiro de obra ser mantido. Ficou com alguma dúvida sobre orçamento de obras? Não hesite em escrever para nós!