Vantagens e desvantagens da terceirização de mão de obra na construção civil

Vantagens e desvantagens da terceirização de mão de obra na construção civil

Entender os impactos da terceirização de mão de obra na construção civil é essencial para obter os melhores resultados na execução da obra.

Qualidade é essencial na construção civil. Uma boa construtora calcula com calma seus processos, custos e qualidade das fornecedoras e insumos. Essa mesma qualidade é essencial no momento de contratar a mão de obra.

Muitas etapas de uma obra exigem qualificações e experiências específicas. Isso pode gerar diversas dificuldades na hora de executar um projeto. Toda construtora sabe: nem sempre encontramos dentro da própria equipe, aquela habilidade mais específica.

Esse é um dos motivos da terceirização da mão de obra na construção civil ser tão recorrente. Também é o motivo das construtoras precisarem estar muito atentas na contratação de terceirizado.

Se tudo gira em torno da execução, desde o planejamento inicial até o acabamento e entrega, o andamento da obra sofre com uma mão de obra improdutiva.

Para que as construtoras possam tomar as melhores decisões na hora de contratar esse tipo de mão de obra, apresentamos as principais vantagens e desvantagens da terceirização.

Vantagens da terceirização de mão de obra na construção civil

A terceirização pode trazer muitas vantagens para as construtoras. Existe, no entanto, um porém: elas dependem de um bom contrato.

Estabelecer um contrato de prestação de serviço detalhado, que determine responsabilidades e direitos da construtora e do terceirizado é essencial. Descrever quem arca com custos extras em casos de atrasos, considerando a responsabilidade do causador do atraso, por exemplo, nunca pode ficar de fora.

Conheça aqui as 4 principais vantagens da terceirização de mão de obra na construção civil:

1. Aumento da produtividade

A terceirização traz a produtividade como um de seus principais benefícios. Como são relações de contrato temporárias e muito objetivas, o cumprimento de prazos é muito mais rigoroso.

Em geral, os contratos são estabelecidos por serviço e o tempo declarado como necessário para a execução. 

Atrasos por improdutividade do trabalhador, então, não saem da conta da construtora, o que serve como um motivador para que as datas de entrega sejam cumpridas.

2. Controle e redução de custos

Como já mencionamos, tudo o que é acordado entre construtora e terceirizado está em contrato e isso inclui os custos da execução do serviço e materiais.

O contrato especifica as horas de trabalho e os insumos necessários para a execução. Por isso, controlar os custos do orçamento e encontrar possibilidades de economia se torna muito mais fácil para as construtoras.

Além disso, contratos temporários eliminam muitas tributações que a CLT exige, como FGTS, 13º e férias, o que já representa uma grande economia.

3. Transferência de riscos

A responsabilidade pelo trabalhador dentro do canteiro de obras, no sentido de oferecer condições de trabalho e EPIs, cumprindo com as NRs é das construtoras. No entanto, as responsabilidades sobre os riscos do trabalhador é da empresa que oferece o serviço terceirizado.

Se um acidente ocorrer, a construtora fica isenta de responsabilidade com o contrato de terceirização.

4. Maior qualidade dos produtos e serviços

Buscar uma mão de obra terceirizada é uma decisão tomada, principalmente, quando existe a necessidade de um profissional especializado.

Essa decisão, além de eliminar os custos de treinamentos de trabalhadores para a execução de um serviço, acaba por oferecer à construtora um trabalhador com mais experiência.

É inegável que experiência e qualificação são uma forma muito eficiente de garantir maior qualidade à obra.

Terceirização também tem desvantagens

Nem tudo são flores quando falamos em terceirização na construção civil. Ainda que existam muitas vantagens, é necessário saber os desafios que podem surgir no caminho.

1. Obrigações trabalhistas e previdenciárias

Muitas construtoras ainda cometem o erro de fechar contratos de prestação de serviços terceirizados muito superficiais. A terceirização deve ser feita com contratos bem organizados e observando as regras trabalhistas e previdenciárias.

Existem regras para esse tipo de contratação. Ele deve existir apenas para serviços especializados e os contratos devem ser regulares. Pagar o prestador de serviço e apenas emitir uma nota fiscal, sem os contratos exigidos, por exemplo, pode causar muita dor de cabeça para a construtora.

Conhecer as leis para o trabalho terceirizado na construção civil é essencial para evitar autuação do Ministério do Trabalho e ações trabalhistas.

2. Execução das atividades

A fiscalização da execução das atividades da mão de obra terceirizada deve ser muito mais rigorosa. A construtora está pagando pela execução de qualidade de um serviço específico, com o uso de um volume x de insumos e dentro de um prazo pré-estipulado.

Ter a certeza de que o que foi determinado em contrato está sendo cumprido de forma integral é essencial para que a terceirização seja um bom investimento. Para isso, é necessário acompanhar mais de perto o que se faria com trabalhadores CLT.

3. Risco de contratação de empresa não qualificada

Propaganda enganosa existe em qualquer área. Na construção civil, acabar contratando trabalhadores terceirizados que não tem a especialização que disseram ter pode gerar muitos problemas.

A construtora pode acabar com serviços mal feitos, necessidade de retrabalho e diversos problemas na estrutura da obra. Tudo isso significa gastos com mais material, com outra mão de obra e atrasos nas entregas.

Mão de obra terceirizada na construção civil: construtoras devem ter foco na gestão

Todo tipo de contratação de mão de obra traz suas vantagens e desvantagens. Seja no caso da mão de obra própria ou terceirizada, conseguir evitar os problemas e aproveitar ao máximo as vantagens oferecidas vai depender muito de como é a gestão de obras.

Com um controle total dos processos de cada projeto e um bom sistema de gestão ficará muito mais fácil identificar qual a opção que traz mais benefícios para cada situação específica.

Não é porque para uma obra “x” a terceirização é a melhor escolha, que para a obra “y” também será. Existem casos em que, pelo tempo necessário para a execução, por exemplo, será muito mais vantajoso treinar sua equipe.

Preparamos um material para que sua construtora entenda melhor como funciona o Contrato de Prestação de Serviços e possa sempre tomar as melhores decisões. Acesse e confira.

Faça o download gratuito do nosso Modelo de Contrato de Prestação de Serviços aqui! >